Policiais dos EUA lançam operação em Watertown após morte no MIT

Operação policial em Watertown (foto: Getty)
Image caption Policiais miram carro com suspeitos após incidente ter matado policial no MIT

Policiais americanos lançaram uma mega operação no distrito de Watertown, a dez quilômetros de Boston, após a morte de um policial no Massachusetts Institute of Technology (MIT), em Cambridge.

Imagens de televisão mostraram um homem imobilizado no chão, cercado pela polícia. Em uma outra cena, um outro homem nu é levado para um carro da polícia.

Ainda não está claro se o incidente está ligado ao atentado à Maratona de Boston, que matou três pessoas e deixou mais de 170 feridos na segunda-feira.

Via twitter, a polícia disse que "há um incidente em andamento em Watertown. Aconselhamos os moradores a ficarem em casa".

Em entrevista à BBC, um morador da área onde a operação policial está em andamento contou ter ouvido fortes explosões e trocas de tiros em frente ao seu prédio.

"Uma bala atravessou a parede do meu quarto e foi parar em cima da minha cama", disse Kristian Tuinzing.

"Depois que o barulho parou, a polícia veio aqui em casa e pediu que a gente não saísse", contou.

Agentes do FBI (a Polícia Federal americana), que está liderando as investigações sobre o incidente na maratona, também estariam em Watertown, segundo informações divulgadas pela mídia local.

Segundo a polícia, o policial morto no MIT atendia a um chamado por distúrbios na área quando foi alvejado e sofreu "múltiplos ferimentos".

Ele foi levado a um hospital local, onde foi declarado morto.

Inicialmente a universidade advertiu os estudantes para que permanecessem dentro dos edifícios, mas horas depois emitiu um comunicado dizendo eles podem circular pelo campus, ponderando que devem "permanecer vigilantes".