Churrascos e engarrafamentos: saiba como outros países vivem feriados

Image caption Correspondentes da BBC contam como as pessoas aproveitam os feriados pelo mundo.

Enquanto os brasileiros curtem mais um feriado (Corpus Christi, nesta quinta-feira), cinco correspondentes da BBC contam como as pessoas em diferentes partes do mundo geralmente aproveitam dias de folga.

Coreia do Sul

A carga horária de trabalho na Coreia do Sul é uma das maiores do mundo - não é raro encontrar trabalhadores no escritório até às 9h da noite - e ninguém sai antes do chefe. Por isso, quando chega o feriado há uma necessidade desesperada por liberdade, que muitas vezes significa mais um longo dia gasto sentado, não no escritório, mas no engarrafamento. Um quarto da população do país vive em Seul, por isso feriados de verão significam congestionamentos espetaculares nas estradas.

A Coreia do Sul é uma nação produtora de carros - Hyundai e Kia são ambas marcas coreanas - e o país é rico o suficiente para que quase todas as famílias tenham pelo menos um carro. A maioria das pessoas vai para o litoral ou para o frio das montanhas no norte do país, principalmente quando o feriado cria a oportunidade para um final de semana longo.

Para muitos coreanos, esta pequena fuga é um substituto para as férias anuais que eles não tiram. A cultura de trabalho aqui é tão forte, que um dia ou dois de cada vez é o melhor que as pessoas que trabalham em escritórios conseguem ter sem causar a desaprovação dos chefes. Lucy Williamson

Image caption Sul coreanos passam um terço dos feriados parados no engarrafamento

Estados Unidos

A maioria dos trabalhadores americanos tem direito a menos de três semanas de férias pagas por ano. Por isso, feriados como o Memorial Day (Dia da Lembrança em tradução livre) são muito bem aproveitados, em família ou com amigos. É um dia para sair e fazer alguma coisa. Aqui na Califórnia pode ser uma excursão à praia ou uma viagem às montanhas para pegar os últimos dias da temporada de esqui. Os parques ficam lotadas com pessoas fazendo churrasco.

Image caption Surfistas aproveitam a praia na California

Para a maioria dos americanos, os feriados mais importantes do ano representam algum evento. A última segunda-feira de maio marca o início oficial do verão, dias despreocupados, clima quente, festas na piscina e filmes de verão.

Mas o Memorial Day é uma ocasião, fundamentalmente, para lembrar os homens e mulheres que morreram enquanto serviam nas forças armadas norte-americanas. Famílias visitam túmulos e há cerimônias nos cemitérios. Neste país extremamente patriota, as pessoas não esquecem. Peter Bowes

Itália

Um dia de folga na Itália. O que poderia ser melhor. As possibilidades são infinitas - há boa comida e bons vinhos, passeios belíssimos pelo interior, e muitas praias. Mas a melhor coisa sobre feriados italianos é que (como no Brasil e em outras partes do mundo) eles não estão ligados às segundas-feiras (como é na Grã-Bretanha).

Eles flutuam na semana. Portanto, se um feriado cai numa quinta-feira, você pode emendar a sexta-feira, e aproveitar um longo final de semana.

É claro que nem todos podem tirar proveito disso. E muitos trabalhadores preferem aproveitar o feriado em casa com a família.

Aqui em Roma, durante os feriados da primavera há uma forte tradição de ir além das antigas muralhas da cidade. É a época dos piqueniques no frescor das colinas. O cheiro de churrasco no ar é constante.

Mas em novembro o feriado tem outro significado. É a época que os italianos escolhem para lembrar os mortos. Famílias visitam os túmulos de parentes, levam flores e fazem orações. Alan Johnston

Índia

Image caption Os indianos aproveitam o feriado para ir as compras.

A economia da Índia continua crescendo e muitos dos jovens do setor de TI trabalham longas horas, seis dias por semana. E por isso eles adoram feriados.

Como um amigo meu, que coordena uma empresa de software, me disse: "Nos dias antes de um feriado, a minha equipe parece gastar todo o seu tempo tentando reservar passagens de trem para viagens de um dia, ou tem doenças misteriosas no dia anterior."

É um grande dia para as lojas - os novos shoppings da Índia ficam lotados, e os restaurantes e cinemas estão cheios de famílias gastando seu dinheiro suado. Até os templos ficam lotados, porque as pessoas têm tempo para visitar os seus deuses favoritos.

Mas nem todo mundo está feliz. Meu primo tem uma empresa de relações públicas. Pergunte a ele sobre os feriados e ele franze a testa - "é loucura", diz ele.

"Há o Dia da República, Dia da Independência, aniversário de Gandhi, e todos os feriados religiosos - por que tentar trabalhar aqui?"

Mas para centenas de milhões de indianos, feriados são como qualquer outro dia do ano, porque eles não podem se dar ao luxo de parar de trabalhar se quiserem sobreviver. Aqui, na maior democracia do mundo, feriados são para os ricos. Rahul Tandon

Rússia

Eu realmente sinto pelos moradores de Oimyakon, um pequeno vilarejo no leste da Sibéria. Há dois anos, num feriado em fevereiro, as temperaturas despencaram para -56ºC. Com um frio desses, você não vai curtir uma praia nem tomar um sorvete, vai?

Oimyakon é um caso extremo, mas há muitos lugares na Rússia onde o inverno é muito longo. O que significa que se você não tiver cuidado e se manter aquecido, pode acabar congelando no feriado. Mas em maio a história é muito diferente.

A neve está derretida, as temperaturas estão subindo, e milhões de russos passam o feriado desfrutando do ar puro. Em lotes - os chamados ogorody - onde são plantandas frutas e legumes - ou em casas de campo, e vivendas.

O verão está chegando, e com ele os dias de churrasco, cerveja e vodka - repletos de mosquitos. Muito melhor do que os dias gelados de inverno. Steve Rosenberg

Notícias relacionadas