Mandela volta a ser hospitalizado e seu estado é grave

Nelso mandela (Foto AFP)
Image caption Nelso Mandela foi levado de sua casa, em Johanesburgo, para um hospital em Pretória

O ex-presidente sul-africano Nelson Mandela voltou a ser internado em um hospital com uma infecção pulmonar.

Segundo Mac Maharaj, porta-voz para do atual presidente, Jacob Zuma, ele está em "estado grave, mas estável".

Mandela, de 94 anos, está doente há alguns dias e foi transferido de madrugada de sua casa, em um subúrbio de Joanesburgo, para um hospital em Pretória depois que seu estado de saúde se deteriorou.

Ele liderou a luta contra o apartheid e tornou-se o primeiro presidente negro da África do Sul.

Esta é a quinta vez que Mandela tem de ser levado às pressas ao hospital em dois anos.

Em abril, ele chegou a ficar 10 dias hospitalizado por causa de uma pneumonia.

De acordo com Maharaj, pelo menos um membro da família de Mandela está acompanhando o líder sul-africano no hospital.

"Naturalmente, os membros imediatos da família têm acesso a ele e é sempre bom para o paciente que ele seja acompanhado por alguém próximo", disse o porta-voz.

Pulmões danificados

Em um comunicado, Zuma enviou a Mandela seus votos de uma rápida recuperação "em nome do governo e da nação" e pediu à mídia e ao público que respeitem a privacidade do líder sul-africano e sua família.

Mandela governou a África do Sul de 1994 até 1999.

Antes disso, ele fico preso por 27 anos e acredita-se que tenha começado a ter problemas no pulmão quando trabalhava em uma pedreira na prisão.

Ele contraiu tuberculose na década de 1980, quando estava detido em Robben Island.

Em 1993, recebeu o Prêmio Nobel da Paz por ajudar a acabar com o apartheid e implementar um regime democrático na África do Sul.

Notícias relacionadas