Britânico sobrevive a queda de 15º andar na Nova Zelândia

O conjunto de apartamentos Volt, onde ocorreu o incidente (Foto: Google)
Image caption Stilwell caiu do 15º andar do conjunto de apartamentos Volt

Um britânico sobreviveu no domingo a uma queda do 15º andar de um prédio em Auckland, na Nova Zelândia, de acordo com informações da imprensa local e da polícia.

Segundo a polícia, Tom Stilwell caiu ao tentar descer da varanda de uma vizinha do 15º andar para seu próprio apartamento, logo abaixo, no 14º andar.

"Parece que o homem tinha se trancado do lado de fora do apartamento no 14º andar. Ele caiu em uma tentativa de conseguir entrar pela varanda", informou a polícia neozelandesa em uma declaração em seu website.

A polícia acrescentou que não há "circunstâncias suspeitas" na queda de Stilwell.

Os amigos do britânico de 20 anos informaram que ele teve fraturas em vários ossos e ferimentos internos, mas estava "bem" e era um "homem de muita sorte".

Nesta segunda-feira, Stilwell estava acordado e rindo da situação, apesar de não se lembrar do que tinha acontecido, de acordo com as declarações dos amigos ao grupo Fairfax Media, da Nova Zelândia.

"Ele parece bem. São mais ferimentos internos. Ele quebrou alguns ossos das costelas e pescoço, mas não são ossos importantes", disse a colega de quarto de Stilwell, Beth Goodwin.

'Educado'

Stilwell está Nova Zelândia em um emprego temporário.

O britânico descobriu que estava trancado para fora do apartamento na manhã de domingo e pediu a uma vizinha se poderia tentar chegar à varanda descendo pela varanda dela.

A vizinha, Geraldine Bautista, disse ao jornal New Zealand Herald, que Stilwell estava "um pouco bêbado" mas foi educado.

"Não estava com medo dele, ele apenas pediu: 'Você poderia me deixar pular da sua varanda? Não vou incomodar, apenas me deixe usar sua varanda.'"

"Nunca pensei que ele ia mesmo fazer aquilo. Na minha cabeça, pensei: 'OK, vou apenas deixar você ver que é mesmo impossível.' Não pensei que ele pularia, pois é muito assustador", afirmou Geraldine.

No entanto, Stilwell rapidamente tomou impulso e pulou antes que Geraldine pudesse impedi-lo.

"Pensei que estava sonhando... aconteceu em segundos. Não consegui nem gritar por socorro", disse a vizinha.

A queda de Stilwell foi aparada pelo telhado de um prédio vizinho, que estaria a cerca de 13 andares abaixo de onde ele se jogou.

O britânico foi levado para um hospital em estado grave, mas apresentava uma condição satisfatória na segunda-feira.

Tony Smith, diretor-médico de uma organização de saúde do país, disse ao jornal New Zealand Herald que as chances de sobrevivência de uma pessoa aumentam se a queda foi interrompida por algum obstáculo.

No entanto, "sobreviver de uma queda daquela altura é algo extraordinário", disse o médico.

Notícias relacionadas