A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Astronauta em órbita dá aula 'espacial' a estudantes chineses

A astronauta Wang Yaping, segunda mulher chinesa a viajar para o espaço, deu uma aula a estudantes de uma escola em Pequim a mais de 300 quilômetros de distância da Terra.

A bordo do laboratório espacial Tiangong-1, que atualmente está atracado em órbita à nave Shenzhou, ela mostrou como brinquedos, objetos e até mesmo a água se comportam em gravidade zero.

Em uma transmissão ao vivo, ela deu a primeira "aula espacial" da história do país, que se orgulha de sua quinta missão tripulada ao espaço, que deve acabar entre 25 e 26 de junho.

Image caption Segunda mulher chinesa em órbita, Wang Yaping deu uma aula no espaço

Wang usou diferentes experimentos para demonstrar os conceitos de peso e massa no espaço.

Em um momento, ela mostrou como as balanças tradicionais não funcionam no espaço. Em outro, para mostrar como os objetos se movem no ambiente de microgravidade do espaço, ela pediu a um colega que a movesse 90 graus, e depois 180 graus.

Cerca de 330 alunos assistiram à aula na escola em Pequim, tendo a oportunidade de fazer perguntas para a astronauta. No entanto, o Ministério da Educação chinês estima que outros 60 milhões de alunos e professores ao redor do país também tenham assistido à aula da astronauta.

Respondendo a uma das crianças da escola, Wang descreveu o que via do espaço.

"As estrelas que vemos são muito mais brilhantes, mas elas não piscam. O céu que vemos não é azul, e sim preto. E todo dia nós vemos o sol nascer 16 vezes porque circulamos a Terra a cada 90 minutos", disse.