Aos 10 anos, ‘mini-Monet’ já ganhou mais de R$ 6 mi com quadros

Kieron Williamson
Image caption Garoto já tem obra na coleção real e virou alvo de colecionadores de olho em seu potencial

Com apenas dez anos, um garoto britânico vem impressionando colecionadores do país. Chamado de "mini-Monet", ele já ganhou quase 2 milhões de libras (R$ 6,8 milhões) com sua arte precoce de traços supreendentemente elaborados.

Kieron Williamson, que vive na região de Norfolk, ganhou uma mostra na Picturecraft Gallery, na última sexta-feira. O sucesso foi tamanho que ele já garantiu a venda de 30 telas por quase 450 mil libras (cerca de R$ 1,54 milhão).

As primeiras 23 telas foram vendidas em menos de 20 minutos.

Um porta-voz da galeria disse que Williamson é um "talento bruto sem paralelo".

O garoto começou a pintar aos cinco anos, quando ganhou de presente um kit de desenho dos pais, durante as férias da família na costa da Cornualha.

Sua primeira mostra foi quando tinha apenas sete anos. Na ocasião, todas as telas foram vendidas em questão de minutos.

Pintores famosos

Image caption Galerias apontam paralelos entre Williamson e outros artistas como Picasso e Giotto

Williamson ganhou o apelido de mini-Monet devido à similaridade de sua obra com a do pintor impressionista francês Claude Monet.

As obras do garoto passaram a ser disputadas por colecionadores e já estão presentes até na coleção real.

O marchand Adrian Hill, da Picturecraft Gallery, disse que as pinturas são "impressionistas sem serem abstratas", criando um "equilíbrio natural ao seu trabalho".

Hill disse ainda que Williamson segue os passos de pintores como Picasso e Giotto.

Image caption As obras de Williamson foram vendidas minutos após a abertura de sua mostra

"Picasso tinha apenas nove anos quando ganhou sua primeira mostra. Giotto foi descoberto por um marchand aos nove anos, quando desenhava no chão. Ele acabou se tornando um dos mais famosos pintores renascentistas de todos os tempos", disse.

"Eles tinham um talento bruto, conseguiram misturar as cores, conseguiam também trabalhar com a perspectiva e a proporção. Williamson consegue colocar tudo junto de forma muito natural", disse.

A mãe do jovem pintor, Michelle Williamson, disse que percebe que os colecionadores compram as pinturas do filho como "potencial investimento".

"Não há paralelos com nenhum outro artista de dez anos no mundo e o apoio que ele está tendo é gratificante", disse.

Notícias relacionadas