Novela sobre geração de Valderrama e Higuita é campeã de audiência na Colômbia

Foto TV Caracol
Image caption Os personagens Rincón, Higuita, Valderrama e Asprilla, de 'Seleção'

Prestes a se classificar para a Copa do Mundo do Brasil, em 2014, e em terceiro lugar no ranking da FIFA - a mais alta classificação de sua história - a seleção colombiana vive um de seus melhores momentos.

Mas para a maioria dos colombianos, a seleção que tem um lugar permanente nos corações — e nos anais da história do país — é a que tinha como capitão o meio-campista Carlos "El Pibe" Valderrama.

E para provar isso, uma novela que conta a história do craque e de outros três membros da lendária equipe — o goleiro Higuita, o meio-campista Freddy Rincón (ídolo no Corinthians) e o atacante Faustino Asprilla - é o programa mais assistido da televisão colombiana.

"Recordar é viver. Então, claro que ter uma série de TV que faz você reviver momentos que lhe deram alegria em sua vida é mais do que satisfatório", disse à BBC o ator Edgar Vitorino, que interpreta Valderrama em Seleção, uma produção de 60 episódios do canal de TV Caracol.

'Sonhar novamente'

"E (o romance) também está dando ânimo a muitos colombianos, sabe? Está nos fazendo sentir isso de novo, que iremos para a Copa do Mundo e que podemos sonhar novamente com uma equipe que nos dê alegria", acrescenta.

A memória é particularmente poderosa porque a Colômbia não se classificou para nenhuma das últimas três Copas do Mundo.

Image caption O ator e o jogador se encontraram antes da novela

Já a equipe capitaneada por Valderrama jogou em três mundiais consecutivos (Itália, em 1990, Estados Unidos, 94, e França, 98) e se tornou conhecida em todo o mundo pelo bom futebol, simbolizado pelo lendário 5 a 0 sobre a Argentina, em Buenos Aires, há quase 20 anos.

"Eu brincava com amigos no meu bairro que eu era 'El Pibe' ou Higuita", diz Vitorino, que na época da mítica goleada sobre a Argentina - em 5 de setembro de 1993 - nem sequer havia completado cinco anos de idade.

"Pibe" é uma palavra comumente usada na Argentina para se referir a crianças, jovens, menino. Valderrama ganhou o apelido de um argentino, que se referiu a ele quando faltou à "pelada de futebol" que ia, ainda menino, levado pelo pai.

'Menos seco'

O apelido colou e marcou também a carreira de Valderrama como jogador.

Para interpretar o craque no cinema, Vitorino teve que fazer mais do que usar uma frondosa peruca loura. Além de treinar futebol três horas por dia, o ator conheceu o craque pessoalmente.

"Ele é menos seco do que na TV", disse o ator, que ainda consultou outros familiares do ex-atleta para compor o personagem da novela.

"Fui ao bairro de Pescaíto (onde viveu o craque) e senti um pouco da energia, dos sabores do bairro, a fim de me aproximar do personagem, para saber de onde veio e por que ele era um lutador", explica.

Para Vitorino, é justamente o espírito de luta que melhor define o eterno "10" da seleção colombiana.

Valderrama foi o jogador colombiano que mais disputou partidas pela seleção do país.

Notícias relacionadas