A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Multidão de africanos escala cerca de 6m para entrar na Europa

Mais de 300 pessoas tentaram cruzar ilegalmente a fronteira entre o Marrocos e o enclave espanhol de Melilla na terça-feira.

Câmeras de segurança captaram as imagens das pessoas escalando a cerca de seis metros de altura que separa os dois locais.

Cerca de cem delas conseguiram concluir a travessia.

A invasão levou a choques com a polícia, e seis guardas civis espanhóis ficaram feridos.

Um imigrante africano quebrou a perna ao cair da cerca.

Image caption Cerca de 350 africanos tentaram chegar a Ceuta a nado na terça-feira

Em outro incidente, também na terça-feira, um grupo de 350 supostos imigrantes da África subsaariana chegou à costa de Ceuta, o outro território espanhol ao norte do Marrocos.

Eles nadaram a partir de uma praia marroquina próxima.

As autoridades locais disseram que foi a maior onda de imigrantes ilegais na região desde 2007.

Cerca de 90 pessoas teriam conseguido entrar no território espanhol, mas acredita-se que haja ainda outros 700 próximos à fronteira esperando uma oportunidade para fazer o mesmo caminho.

O governo espanhol diz que a instabilidade no norte da África vem elevando o número de pessoas que tentam entrar na Europa.

Milhares de pessoas tentam cruzar as fronteiras com os dois enclaves espanhóis a cada ano.

A maioria é impedida de entrar. Os que conseguem atravessar mas são interceptados são colocados em centros de recepção de imigrantes enquanto as autoridades espanholas tentam repatriá-los.