Venezuela cria 'subministério da Suprema Felicidade'

Nicolás Maduro, presidente da Venezuela. Foto: AFP
Image caption Maduro disse que objetivo do subministério é coordenar políticas sociais

O governo venezuelano parece estar levando bastante a sério a felicidade da sua população. O presidente do país, Nicolas Maduro, anunciou esta semana a criação do "subministério da Suprema Felicidade Social do Povo".

O novo organismo terá como tarefa coordenar diferentes programas do governo focados na área social.

"Decidi criar este subministério, e o chamei assim em homenagem a nosso comandante [Hugo] Chávez e a nosso [Simon] Bolívar, pela suprema felicidade social do povo venezuelano", disse Maduro, em um ato oficial em Caracas.

De acordo com o governo, o novo subministério terá entre suas funções atender as pessoas mais vulneráveis na sociedade: idosos, crianças e moradores de rua.

Em agosto, Maduro havia aprovado um Sistema Nacional de Missões e Grandes Missões Bolivarianas também em homenagem a Chávez, que faleceu em março.

As missões são projetos sociais impulsionados pelo governo que funcionam em paralelo a instituições de Estado com fundos extraorçamentários e ajudam em tarefas como alfabetização da população, atenção médica primária, capacitação esportiva e produção rural.

O novo subministério da Suprema Felicidade parece ser uma continuação dessa política de missões. O órgão será coordenado pelo ex-deputado Rafael Rios.

Na época em que as missões foram criadas, a oposição criticou a forma como recursos públicos eram gastos de forma extraorçamentária, sem controle do Parlamento.

Agora o anúncio sobre o novo órgão também provocou reações semelhantes entre pessoas no Twitter. Alguns se queixam do excesso de burocracia. Outros dizem que o melhor seria ajustar os aumentos de salários para compensar as perdas com a inflação da cesta básica.

Notícias relacionadas