Polícia deve analisar câmera de capacete de Schumacher

Fãs de Schumacher em Grenoble (Getty)
Image caption Fãs de Schumacher fizeram vigília em homenagem ao aniversário do ex-piloto

Investigadores franceses estão analisando a câmera que acredita-se que estava presa ao capacete do ex-piloto de F1 Michael Schumacher no momento de seu acidente, informa a imprensa local.

A expectativa é de que as imagens tragam pistas sobre as circunstâncias do acidente nos Alpes Franceses, disse uma fonte à agência France Presse.

A polícia também conversou com o filho adolescente de Schumacher, que testemunhou o episódio.

Antes disso, fãs fizeram uma vigília diante da porta onde ele está internado, em estado crítico, na cidade de Grenoble, para marcar seu 45º aniversário com um minuto de silêncio.

Em comunicado, a família do ex-piloto disse estar comovida "com o incrível apoio" demonstrado pelos fãs.

Estável, porém crítico

O alemão, que se aposentou em 2012 definitivamente após vencer sete campeonatos mundiais, está em coma induzido após sofrer lesões na cabeça em uma queda no resort de esqui Meribel, no domingo passado.

O impacto da queda, sobre uma rocha, rachou seu capacete.

Seu estado de saude é estável, porém crítico, após duas cirurgias para remover sangue e reduzir a pressão em seu cérebro.

Na terça-feira, os médicos disseram que seu estado melhorou, mas ele "não está fora de perigo".

A informação de que ele tinha uma câmera presa ao seu capacete veio à tona nesta sexta-feira, mas não se sabe se ela estava ligada ou não no momento do acidente. Segundo a France Presse, a família do piloto entregou o aparelho às autoridades.

Notícias relacionadas