Massa de ar do Ártico pode gerar novos recordes de frio na América do Norte

Frio no meio-oeste americano (AP)
Image caption Onda de frio começa a atingir o meio-oeste americano

Uma corrente de ar extremamente frio vinda do Ártico começa a atingir o meio-oeste dos Estados Unidos e as temperaturas poderão bater novos recordes.

Em algumas regiões a temperatura já chegou a -30ºC, mas, com o vento, a sensação é de ainda mais frio.

As temperaturas muito baixas são resultado de um vórtice polar, uma massa de ar densa e fria que gira no sentido anti-horário.

Meteorologistas afirmam que as temperaturas no Meio Oeste americano poderão cair até -50ºC com o efeito do vento frio.

"O clima mais frio dos últimos anos será notado da parte alta do Meio Oeste até a região do meio-Atlântico", afirmou o Serviço Nacional de Meteorologia dos Estados Unidos em uma declaração.

Os Estados de Ohio, Dakota do Sul e Illinois estão entre os que serão atingidos e, segundo o serviço de meteorologia, a onda de frio deve durar até terça-feira.

Autoridades alertaram os moradores das regiões afetadas para permanecerem em casa por uma questão de segurança e também para manter ruas e estradas livres para a retirada da neve.

O Estado de Minnesota determinou o fechamento das escolas nesta segunda-feira para evitar que as crianças saiam de casa.

Mas, não apenas o meio-oeste americano está sendo afetado pela onda de frio. Uma tempestade de inverno já cobriu áreas do Canadá e o nordeste dos Estados Unidos com até 60 centímetros de neve.

Ainda no Canadá, dezenas de milhares de pessoas na ilha de Newfoundland ainda estão sem energia elétrica devido a um incêndio em um transformador ligado à nevasca pesada na região.

A onda de frio na América do Norte já causou o cancelamento de mais de 5 mil voos desde quarta-feira e a morte de 16 pessoas.

Derrapagem

Além do cancelamento dos voos, a onda de frio e neve também leva o perigo às pistas dos aeroportos.

Um avião vindo de Toronto, no Canadá, derrapou na neve depois de pousar no aeroporto JFK de Nova York. Ninguém ficou ferido no incidente, mas os voos no aeroporto foram suspensos por duas horas devido ao gelo nas pistas.

O Aeroporto Internacional O'Hare, em Chicago e o Aeroporto Internacional Liberty Newark, em Nova Jersey, estariam entre os mais afetados dos Estados Unidos pela onda de frio.

A última onda de frio deverá seguir do meio-oeste americano para o nordeste.

E, com isto, a região poderá enfrentar as temperaturas mais baixas das duas últimas décadas.

"A última grande massa do Ártico realmente grande foi em 1994", disse à agência de notícias Reuters Bob Oravec, um meteorologista do Serviço Nacional de Meteorologia dos Estados Unidos.

No Canadá as temperaturas já caíram para -29ºC em Toronto e -38ºC em Quebec, a mais baixa das últimas duas décadas.

Nos nordeste dos Estados Unidos, escolas estão fechadas e sistemas de transporte estão parados. Os moradores foram orientados a ficar em casa.

Estados como Nova York, Connecticut e Massachusetts já foram afetados por nevascas.

Boston seria a cidade mais atingida com 45 centímetros de neve.

Notícias relacionadas