Petição por deportação de Bieber dos EUA já tem 180 mil assinaturas

Justin Bieber se entrega à polícia em Toronto (AP) Direito de imagem AP
Image caption A chegada de Bieber à uma delegacia de Toronto foi marcada pelo tumulto

Uma petição registrada no site da Casa Branca, sede do governo americano, pedindo a deportação do cantor canadense Justin Bieber, já contava, na manhã desta quinta-feira, com mais de 180 mil assinaturas.

Para que o governo americano seja obrigado a dar uma resposta oficial a uma petição de cidadãos são necessárias 100 mil assinaturas. No entanto, até o momento, a Casa Branca ainda não se manifestou a respeito e o presidente também não tem poder para ordenar a deportação de indivíduos.

A petição foi postada no dia 23 de janeiro, logo depois de Bieber ser preso em Miami, na semana passada, acusado de participar de uma corrida dirigindo um carro de luxo alugado em uma via pública em alta velocidade e sob efeito de bebidas alcoólicas e drogas.

Ele também foi indiciado por resistir à prisão e dirigir com carteira vencida.

A petição, encaminhada por um cidadão que se identificou apenas como J.A., de Detroit, diz: "Nós, o povo dos Estados Unidos, sentimos que estamos sendo mal representados no mundo da cultura pop. Gostaríamos de ver o perigoso, irresponsável, destrutivo e usuário de drogas Justin Bieber deportado, e seu visto de residente estrangeiro revogado".

Na quarta-feira, Bieber voltou às manchetes policiais após a revelação de que foi indiciado pela agressão, no mês passado, ao motorista de uma limusine em Toronto.

O cantor se entregou à polícia, foi liberado e deve comparecer a uma audiência em Toronto no dia 10 de março.

O advogado de Bieber afirma que o cantor é inocente desta última acusação.

Tumulto

Bieber se entregou em uma delegacia de Toronto, onde foi cercado por equipes de televisão, fotógrafos e fãs.

De acordo com a polícia da cidade canadense, Bieber foi uma das seis pessoas que entraram em uma limusine em frente a uma casa noturna na madrugada do dia 30 de dezembro.

"Enquanto levava o grupo para um hotel, ocorreu uma discussão entre um dos passageiros e o motorista da limusine. Durante a discussão, um homem atingiu o motorista atrás da cabeça várias vezes", informou a polícia canadense em uma declaração.

"O motorista parou a limusine, saiu do veículo e chamou a polícia. O homem que o atingiu fugiu do local antes que a polícia chegasse."

Justin Bieber, de 19 anos, trabalha nos Estados Unidos com um visto do tipo O-1, que é dado a artistas e não proporciona a residência permanente no país.

Juristas ouvidos por jornais americanos estão divididos sobre as chances de Bieber ser deportado após uma eventual condenação pelo incidente em Miami.

Notícias relacionadas

Links de internet relacionados

A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos de internet