Stradivarius de 1719 deve ser leiloado por mais de R$ 100 milhões

David Aaron Carpenter toca a viola Stradivarius (BBC)
Image caption Os instrumentos Stradivarius são conhecidos pela alta qualidade do som que produzem

A casa de leilões Sotheby's, de Londres, anunciou que vai leiloar uma das poucas violas Stradivarius que ainda restam no mundo – podendo arrecadar US$ 45 milhões (cerca de R$ 102 milhões) com o instrumento musical.

A Stradivarius Macdonald, uma das duas feitas por Antonio Stradivari em posse privada, será vendida em junho.

O instrumento, um pouco maior que um violino, foi feito em 1719. Seu nome tem origem no fato de a viola ter sido comprada por volta de 1820 pelo 3º Barão Macdonald, Godfrey Bosville.

Em 1964, o instrumento foi comprado pelo músico austro-britânico Peter Schidlof, do Quarteto Amadeus, e está com a família dele desde então.

‘Honra’

O músico americano David Aaron Carpenter, solista especializado em viola, afirmou que apenas ter a chance de tocar este instrumento foi "uma das maiores honras" que já teve como músico.

Image caption Apenas dez violas feitas por Stradivari ainda existem

"Este é instrumento é como o ápice dos feitos humanos em termos de habilidade e em termos da história associada a este instrumento em particular. Segurando-o você pode sentir os donos anteriores, todos os colecionadores que já foram donos dele no passado, durante 300 anos. É mesmo uma honra", disse.

Antonio Stradivari, o fabricante dos famosos violinos, nasceu em 1644 e morreu na cidade de Cremona, na Itália, em 1737.

Ele fabricou mais de mil violinos, violas e violoncelos e recebia encomendas de famílias reais de toda a Europa.

No entanto, o que torna este instrumento tão raro e especial é que trata-se de uma das apenas dez violas de Stradivari que ainda existem.

Notícias relacionadas

Links de internet relacionados

A BBC não se responsabiliza pelo conteúdo de sites externos de internet