Copa do Mundo das Crianças de Rua. BBC
A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Crianças de rua fazem Copa do Mundo pela superação

Mais de 200 crianças de 19 países disputaram a Copa do Mundo das Crianças de Rua no Rio de Janeiro, na segunda edição do evento criado na África do Sul, em 2010.

Idealizado pela ONG britânica Street Child World Cup, cujos fundadores se assustaram com a movimentação do governo sul-africano de retirar as crianças e mendigos das ruas pouco antes da Copa do Mundo no país, o torneio também é uma forma de fortalecer essas crianças em busca de um futuro melhor.

As delegações chegaram ao Rio na semana passada e durante dez dias travaram as disputas no Espaço Lonier, na Vargem Pequena.

A equipe do Brasil, formada por uma ONG de Fortaleza, entrou em campo sem o capitão, Rodrigo Kelton, assassinado semanas antes numa favela da capital cearense.

As garotas brasileiras garantiram o troféu, ficando em primeiro lugar após derrotarem as Filipinas por 1x0.

Já os meninos brasileiros foram derrotados pelos americanos por 6x2 nas quartas de final. Quem levou a vitória para os meninos acabou sendo a equipe da Tanzânia, que venceu o Burundi por 3x1.

As finais foram disputadas na sede do Fluminense, no Estádio das Laranjeiras, na Zona Sul do Rio.