Domingo tem estreia de Messi e Maracanã na Copa

Messi | Reuters Direito de imagem Reuters
Image caption Hoje tem Argentina e Bósnia na estreia do Maracanã da Copa

A torcida já tomou o Rio de Janeiro, o craque do time, Lionel Messi, demonstra estar em grandes condições físicas e o rival é a novata Bósnia. Mas o técnico da Argentina, Alejandro Sabella, nega qualquer favoritismo de sua equipe para a estreia na Copa do Mundo.

"O futebol está cada vez com mais equilíbrio. E a palavra favorito faz cada vez menos sentido", comentou o treinador na última entrevista antes de Argentina e Bósnia se enfrentarem no Maracanã em jogo marcado para às 19h deste domingo.

Desde a sexta-feira, é grande a presença de argentinos no Rio de Janeiro, e no sábado uma grande festa chegou a fechar uma das principais vias de Copacabana. Será o primeiro jogo da Copa do Mundo no Maracanã.

Mas o técnico da Bósnia, Safet Susic, garante que a equipe tem grandes objetivos nesta Copa. "Estamos jogando contra os favoritos. É uma grande coisa, como é demais estar na Copa do Mundo também. Mas isso não vai nos satisfazer, porque queremos passar da primeira fase", disse.

No Grupo F, argentinos e bósnios ainda enfrentarão Irã e Nigéria, que jogam só na segunda-feira.

Brasília, 13h

O primeiro jogo do domingo é entre Suíça e Equador, que abrem o Grupo E em Brasília, às 13h, e querem largar com vitória antes do encontro diante da França, campeã mundial que integra o grupo.

Para o jogo, o técnico da Suíça, Ottmar Hitzfeld, fez mistério sobre a escalação. "Estou numa Copa do Mundo, para que permitir que o adversário e a imprensa saibam a formação da minha equipe?"

E enquanto a Suíça já disputou nove Copas do Mundo, o Equador chega apenas ao terceiro Mundial de sua história, tendo como melhor posição uma ida às oitavas de final em 2006.

Porto Alegre, 16h

A França, que fez uma Copa para se esquecer em 2010 e acaba de perder seu principal jogador, Franck Ribery, chega sem muito alarde ao Mundial. Mas tem ótimas condições para estrear bem.

No último amistoso, uma goleada por 8 a 0 sobre a Jamaica deu confiança ao elenco. E o adversário deste domingo, às 16h, em Porto Alegre (o que não deve ser um problema climático para os franceses), é a equipe de Honduras, que disputou duas Copas até hoje e jamais venceu um jogo.

"É uma equipe um pouco agressiva. Mas não é só isso. É um grupo que trabalha bem a bola, tem uma atitude boa no ataque e na defesa. É um time forte", afirmou o técnico francês Didier Deschamps.

Notícias relacionadas