Lesão de astro abriu caminho para James Rodríguez, sensação colombiana da Copa

James Rodriguez (Reuters) Direito de imagem Reuters
Image caption Jovem atacante é sensação da Colômbia na Copa, com cinco gols em quatro partidas

Ele é o artilheiro da Copa do Mundo de 2014, superando estrelas como Neymar, Messi e Thomas Muller. Mas quem é o colombiano James Rodríguez?

O peso nas costas do jovem atacante era grande: substituir Radamel Falcão García, companheiro no clube francês Monaco e grande estrela da Colômbia, que não se recuperou de uma lesão a tempo do Mundial.

Até agora, James tem cumprido seu papel.

Desde pequeno, fazia gols. Nunca foi goleiro nem atuou na defesa - sempre esteve na frente, criando e marcando gols. E, agora, o jovem de 22 anos faz história no Brasil.

Nas quatro partidas da Colômbia na Copa, marcou cinco vezes, tornando-se o maior goleador do torneio.

"Jamais tive dúvidas de que este seria o Mundial de James Rodríguez", disse o técnico da Colômbia, José Nestor Pérerman, durante coletiva de imprensa após partida contra o Uruguai que classificou os colombianos às quartas de final, no sábado.

"Eu aposto muito em James porque o vejo em condições superlativas", disse ele.

O atacante foi decisivo na vitória por 2 a 0 sobre o Uruguai, quando marcou os dois gols.

Mas não é só isso. A qualidade técnica e sua capacidade de interagir com o resto da equipe têm sido notadas por analistas esportivos, que o consideram um "craque".

'Craque'

Seu gol contra o Japão na última partida da Colômbia na primeira fase foi eleito por vários veículos internacionais como um dos cinco melhores da Copa, pela qualidade da jogada e a precisão.

Agora, recebe comentários similares depois de anotar duas vezes contra os uruguaios, incluindo um belíssimo gol no qual ajeitou a bola no peito e deu um chute indefensável com a perna esquerda.

"James, jogador craque. Além de fazer jogadas individuais, também tem muito jogo com seus companheiros. Vamos James, craque!", disse Patricia Breuer, uma apresentadora colombiana, no Maracanã, após a partida.

Direito de imagem AFP
Image caption Atacante tem sido chamado de "craque" pela imprensa internacional
Direito de imagem Reuters
Image caption Um dos gols de James na partida contra o Uruguai é considerado um dos melhores do torneio por analistas

Com seus cinco gols no Brasil, James já é o maior artilheiro da Colômbia em Mundiais.

A partida vencida no sábado significa a melhor participação da Colômbia em Copas.

'Nível mundial'

Quando criança, James admirava as jogadas do francês Zinedine Zidane e de Pibe Valderrama, segundo uma entrevista à revista colombiana Bocas.

Apesar de ter nascido na cidade de Cúcuta, no leste da Colômbia, cresceu na pequena Ibagué, na região central.

Estreou aos 14 anos no futebol profissional colombiano com o Envigado FC, então na segunda divisão.

Em 2009, quando tinha 17 anos, foi à Argentina para atuar no Club Atlético Banfield, onde marcou seu primeiro gol 20 dias após sua estreia. O time foi campeão argentino, pela primeira vez em sua história, na temporada de 2009-2010.

Um ano depois, mudou-se para a Europa e juntou-se ao Porto, entrosando-se com Falcão e Fredy Cuarín, que também atuavam na seleção colombiana.

Com os três colombianos, o Porto teve um momento de ouro, conquistando a Liga Europa da Uefa na temporada 2010-2011. James marcou 32 gols nos três anos que esteve na equipe portuguesa.

Em maio de 2013, teve seu passe vendido por US$ 61 milhões ao Monaco, onde já marcou 10 vezes e foi eleito como jogador do ano 2013-2014.

"O mais surpreendente é que, na idade dele, ele não tem nenhum problema em ser responsável, fazer coisas que muitos jogadores levam anos. Tem todas as coisas de jogador de primeiro nível mundial", disse Pékerman.

Notícias relacionadas