Dinamarca projeta zoo com animais soltos e público 'invisível'

Arte Zootopia Crédito: BIG Direito de imagem BIG
Image caption O conceito de Bjarke Ingels presume que os animais não se incomodarão com cápsulas espelhadas

Um zoológico na Dinamarca pretende permitir que seus visitantes passeiem entre animais soltos – estando invisíveis para eles.

No projeto futurístico do renomado arquiteto dinamarquês Bjarke Ingels, o público entrará em cápsulas espelhadas, se esconderá atrás de troncos de árvores ou debaixo da terra.

O conceito criado por Ingels para o Zootopia tem o objetivo de permitir a visitação em 120 hectares (equivalente a mais ou menos 120 campos de futebol) de habitat perturbando os animais o mínimo possível.

Para isso, projetou um intrincado sistema de teleféricos, cápsulas flutuantes e esconderijos, entre eles, buracos de observação dentro de montes falsos.

'Viver em harmonia'

Tudo, partindo do princípio de que os animais não serão incomodados pela passagem das cápsulas ovais espelhadas.

Direito de imagem BIG
Image caption Visitantes entrarão por uma enorme praça, que dará acesso a 4km de trilhas pela 'natureza'

"A maior e mais importantes missão de um arquiteto é projetar ecossistemas feitos pelo homem, garantir que as nossas cidades e edifícios sejam adaptados ao nosso estilo de vida", afirmou o fundador do Bjarke Ingels Group (BIG).

"Temos que garantir que as nossas cidades ofereçam uma estrutura generosa para pessoas de origens, sexos, níveis econômicos e de educação e idades diferentes. Para que todos possam viver juntos em harmonia ao mesmo tempo em que levamos em conta as necessidades individuais e o bem comum."

Para ele, em lugar algum este desafio é maior do que em um zoológico.

Por isso, projetou um zoo em que a relação entre os próprios animais e entre animais e visitantes seja "a melhor e mais livre possível".

Direito de imagem BIG
Image caption Os animais ficarão soltos todo o tempo no projeto do zoológico dinamarquês
Direito de imagem BIG
Image caption Os alojamentos serão construídos nas laterais da 'cratera' na qual funcionará a praça

O parque será dividido em três "continentes" interligados: África, Ásia e Américas.

O visitantes entrarão no zoo por uma enorme praça, dentro de uma espécie de cratera, da qual terão visões panorâmicas do resto do zoo.

De lá, terão adiante 4km de trilhas pela "natureza", flutuando nas cápsulas em um rio, pedalando pelas savanas ou "sobrevoando" as Américas em um teleférico.

Ursos poderão ser observados por detrás de "troncos" de árvores, leões de uma espécie de trincheira camuflada na paisagem e girafas, através de "olhos mágicos" em um monte.

Bjarke Ingels é conhecido por seus projetos inovadores. Ele idealizou uma usina de processamento de lixo em Copenhague com uma pista de esqui serpenteando a sua cobertura.

Outro projeto famoso de Ingels é uma torre de observação que está sendo construída em Phoenix, no estado americano do Arizona, em formato de um pirulito.

O Zootopia deve substituir o atual zoológico de Givskud, no sul da Dinamarca, que permanecerá aberto durante as obras.

A primeira fase do projeto deve ser concluída até 2019, quando o zoo completa 50 anos.

Notícias relacionadas