Grupo encontra ouro escondido em praia britânica

Folkestone (Getty) Direito de imagem Getty
Image caption Quase R$ 40 mil em barras de ouro foram enterrados em praia em Folkestone, na Grã-Bretanha

Três pessoas se tornaram as primeiras a terem encontrado, oficialmente, barras de ouro enterradas em uma praia no sudeste na Grã-Bretanha e que provocaram uma "caça ao tesouro".

O ouro foi enterrado na praia de Folkestone, no sudeste britânico, pelo artista alemão Michael Sailstorfer como parte do festival de artes da cidade. Foram escondidas barras de ouro equivalentes a 10 mil libras (R$ 37.125).

Kevin Wood, sua parceira Kirsty Henderson e sua irmã Megan encontraram uma das barras - cujo valor é de 500 libras (R$1.855) - após cavarem por uma hora durante a baixa maré.

O trio viajou da cidade de Cantuária, também em Kent, para participar da escavações pelo ouro na sexta-feira.

Wood, de 28 anos, disse que, ao encontrar o ouro, começou a tremer.

"Eu coloquei-o em silêncio no meu bolso. Saímos da praia e, no meio do caminho para casa, paramos para beber".

O projeto Folkestone Digs (Escavações em Folkestone, em tradução literal) faz parte do festival de artes da cidade e teve obras de artistas como Tracey Emin, Jeremy Deller e Martin Creed em anos anteriores.

Artistas como Yoko Ono participam do festival deste ano, que vai até 2 de novembro.

Wood disse que o casal inicialmente pensou em vender o ouro e sair de férias em Paris.

"Agora estamos pensando em ficar (com a barra) por causa de todo o interesse", disse. "Não vamos nos apressar".

Direito de imagem AFP
Image caption Na maré baixa, até 1.000 pessoas participam da caça ao ouro em Folkestone
Direito de imagem AFP
Image caption Praia em Folkestone ficou cheia desde o anúncio de que ouro havia sido enterrado no local

O curador Lewis Biggs disse que a praia ficou cheia desde o anúncio de que o ouro havia sido enterrado, na quinta-feira.

"Sempre tem gente escavando na praia, mas tem muito mais agora", disse ele. "Quando a maré está alta, há, talvez, 50 pessoas, mas quando está baixa, talvez 1.000".

"Há um monte de gente indo e vindo de todas as idades - famílias, pessoas dedicadas, com detectores de metal, pessoas com luzes em suas cabeças durante toda a noite... Tem sido divertido".

Não se sabe quantas pessoas podem ter encontrado as barras de ouro.

"O que você encontra é seu e você pode dizer a outras pessoas ou não", disse Biggs.

"Você pode colocar (o ouro) em sua meia e levá-lo para casa, então nunca saberemos se todas (as barras) foram encontradas".

Notícias relacionadas