Erupção de vulcão japonês deixa 30 feridos

Monte Ontake (Foto Reuters) Direito de imagem Reuters
Image caption A última vez que o Monte Ontake entrou em erupção foi em 2007.

A erupção do segundo vulcão mais alto do Japão deixou mais de 30 feridos neste sábado.

O Monte Ontake, localizado a 200 quilômetros de Tóquio, começou a expelir cinzas e rochas, formando uma imensa nuvem de fumaça sob sua cratera.

Segundo autoridades, dez dos feridos estão em estado grave. Pelo menos três pessoas também estão desaparecidas - e uma das suspeitas é que estejam sob as cinzas vulcânicas.

Além disso, acredita-se que 20 pessoas que participavam de excursões ao Monte Ontake quando a erupção começou ainda estejam presas em um abrigo perto do topo do vulcão e uma operação está sendo montada com apoio do Exército japonês para resgatá-las.

Aproximadamente 200 montanhistas já conseguiram descer da montanha nas últimas horas.

Moradores relatam que as cinzas fazem com que seja difícil respirar na região.

A última vez que o Monte Ontake entrou em erupção foi em 2007.

Desde então, autoridades japonesas têm recomendado que montanhistas evitem a área.

Segundo a Agência Meteorológica do Japão, os resíduos do vulcão podem cair a até quatro quilômetros de distância de sua cratera.