Após debate, Dilma brinca com controle de tempo na TV: 'Dois minutos para o beijo'

Crédito: Reuters Direito de imagem AFP
Image caption Tirada de presidente ocorreu durante entrevista com jornalistas após confronto entre candidatos na emissora carioca

"Isso já está virando uma febre, gente. Qualquer dia vou chegar em casa e minha filha vai perguntar? Como você está? Você tem 30 segundos".

A tirada bem-humorada ─ em alusão ao rígido controle de tempo adotado pelos mediadores nos debates ─ foi protagonizada pela presidente Dilma Rousseff durante entrevista coletiva a jornalistas após o confronto entre os candidatos à presidência na TV Globo.

Visivelmente cansada e com "vontade de dormir", segundo confidenciou a um integrante de sua equipe, a petista acabou interrompida por uma assessora da emissora carioca quando respondia a uma pergunta sobre o adversário Aécio Neves.

Quando a presidente começava a discorrer sobre o assunto, negando que houvesse dado atenção prioritária ao tucano durante o debate, ouviu a determinação de que só tinha um minuto para concluir a entrevista.

"Um minuto para quê?", questionou Dilma.

"Para terminar a [entrevista] coletiva, que tem cinco minutos", respondeu a assessora.

Dilma riu e ironizou o vício de controlar o tempo de resposta. Contrariada, alegou que se tratava de uma coletiva de imprensa e até tentou seguir adiante, mas foi interrompida novamente pela mesma assessora, que afirmou que todos os candidatos tiveram o mesmo tempo (cinco minutos) para responder às perguntas dos jornalistas ao fim do debate.

A presidente saiu do local batendo o indicador na testa e fez nova piada. Segundo ela, "os maridos vão estabelecer tempo para beijar suas esposas".

"Dois minutos para o beijo", brincou Dilma.