#SalaSocial: Internautas pedem 'menos ódio, mais Nordeste'

Direito de imagem

No último dia 5 de outubro, assim que a apuração de votos das eleições começou nas regiões Norte e Nordeste, surgiram nas redes sociais diversos comentários preconceituosos tendo como alvo nordestinos, associando-os ao bom desempenho de Dilma Rousseff (PT) na região e à performance mais tímida do rival, Aécio Neves (PSDB), nas mesmas regiões.

A hashtag #MenosODIOmaisNordeste, uma resposta às manifestações de preconceito, se tornou nesta terça-feira um dos dez trending topics no Twitter brasileiro.

Pelas redes sociais, muitos acusaram a hashtag de ser manipuladora e de estar sendo impulsionada por militantes do PT.

Mas ela chegou a ocupar a lista mundial dos dez temas mais tuitados na rede social, tendo sido mencionada mais de 41 mil vezes - chegando a ser tuitada 153 vezes por minuto.

Confira as discussões que o tema despertou na nossa página de Facebook.

Lembranças de 2010

De toda forma, os comentários voltados contra nordestinos feitos após o fechamento das urnas lembraram o que ocorreu em 2010, logo após a eleição de Dilma Rousseff (PT) à Presidência, quando a frase "Faça um favor a SP, mate um nordestino afogado" rodou o mundo.

O discurso de ódio, publicado no Twitter por uma estudante de direito, rendeu à jovem um ano e cinco meses de prisão - pena convertida em multa e serviços comunitários.

Mas, desta vez, muitos nordestinos, também pelas redes sociais, decidiram dar o troco - muitas vezes também recorrendo a comentários preconceituosos, aproveitando os resultados nas urnas no Sudeste para atacar eleitores da região - paulistas, principalmente.

"Eu tô vendo que vai todo mundo morrer em grande estilo lá em são paulo (jogados na sarjeta)", escreveu um eleitor. "São Paulo elegendo Russomanno, Tiririca e Feliciano. Bora insultar os paulistas?", tuitou outro. "Povo burro, ainda irão morrer de sede e fome: paulistas", postou uma terceira.

No outro extremo, comentários preconceituosos alvejando nordestinos renderam a criação de um Tumblr: Esses Nordestinos....

A página mapeia frases como "Médicos do Nordeste, causem um holocausto por aí. Temos que mudar essa realidade" e "A prova de que nordestino é vagabundo é quando entraram em pânico com o boato de que o bolsa família ia acabar, hahaha, escórias", todas postadas em redes sociais.

Em contrapartida, também foi criado uma outra conta de Tumblr, o Esses Paulistas que compila comentários ofensivos contra paulistas, como "Eu só consigo agradecer por o Nordeste ser gigante, porque os paulistas são uns idiotas" ou "Esses paulistas tem que morrer de sede mesmo".

Lula x FHC

A polarização se reflete em frases recentes dos ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Fernando Henrique Cardoso (PSDB), mentores máximos dos respectivos partidos.

Na última segunda-feira, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso afirmou que o desempenho do PT se deve ao partido estar "fincado nos menos informados" e que a legenda estaria caminhando para os "grotões" do país.

Em nota enviada à BBC Brasil, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou ser "um absurdo que o Nordeste e os nordestinos sejam caracterizados como ignorantes ou desinformados por seus votos."

Leia mais sobre a mensagem do ex-presidente Lula

Os posicionamentos reforçaram comentários críticos - e mais agressivos. Simpatizantes do PSDB, em geral, atacam beneficiários do programa Bolsa Família, distribuídos majoritariamente nas regiões Norte e Nordeste. Em suas críticas, dizem que o programa "paga vagabundos em troca de votos".

Já eleitores que simpatizam com o PT têm como alvo a reeleição de Geraldo Alckmin ao governo de São Paulo. Os paulistas enfrentam a pior crise hídrica da história - o principal sistema de abastecimento do Estado têm nível inferior a 5% - e os críticos culpabilizam "20 anos de omissão em governos sucessivos do PSDB".

Direito de imagem c
Direito de imagem
Direito de imagem
Direito de imagem
Direito de imagem