Novo piso da Torre Eiffel traz sensação de 'caminhar pelos ares'

Piso transparente da Torre Eiffel / Crédito: AP Direito de imagem AP
Image caption Público aproveitou o novo piso para tirar fotos e brincar de 'flutuar no ar'

A Torre Eiffel, monumento mais famoso e visitado da França, acaba de ganhar um piso de vidro transparente em seu primeiro andar, o que permite ter a sensação de "caminhar sobre os ares" a 57 metros de altura.

O novo piso de vidro foi inaugurado nesta segunda-feira pela prefeita de Paris, Anne Hidalgo. "O primeiro andar da torre propõe agora uma experiência sensorial e lúdica", disse Hidalgo.

A novidade permite ter uma vista inusitada: a do solo da torre, coberto de "pequenos pontos", que são as pessoas circulando pelo térreo.

Antes, os visitantes fotografavam "apenas" a excepcional vista da cidade. Agora, o chão da torre também atrai o tempo todo os cliques das máquinas fotográficas, como constatou a reportagem da BBC Brasil.

Mas não é toda a superfície do andar, de 5,4 mil metros quadrados, que possui chão de vidro. Há faixas transparentes, com largura máxima de 1,85 metro, espalhadas por alguns pontos do local. Em outras áreas, o piso continua opaco.

Mesmo assim, para muitos visitantes, a novidade causou sensação de estar 'andando pelos ares' durante a inauguração.

Direito de imagem Sophie Robichon Mairie de Paris
Image caption Piso dá impressão de 'caminhar pelos ares'

Enquanto algumas pessoas tinham receio de caminhar pelo piso de vidro, outras pulavam, como se testassem a resistência do material. Uma mãe chegou a impedir que uma criancinha andasse sobre o chão transparente.

As antigas grades de proteção na parte central da torre também foram substituídas por paredes de vidro inclinadas.

Outra novidade é que todo o primeiro andar da torre passou a ser acessível para cadeirantes.

Os dois pavilhões no primeiro andar - onde funcionam um restaurante, uma loja, um espaço onde é projetado um filme sobre o monumento, além de salas para conferências e recepções de empresas – também foram renovados.

O novo piso de vidro foi inaugurado alguns meses depois da "dama de ferro", como é chamada, ter completado 125 anos, em março passado.

Nos últimos anos, a torre mudou de cor (o tom da tinta utilizada na estrutura de aço) e também o seu sistema de iluminação.

'Ecológica'

As obras permitiram melhorar a performance energética da torre, ressalta a prefeitura, o que tornou o monumento mais 'ecológico'.

Direito de imagem Sophie Robichon Mairie de Paris
Image caption Piso chamou a atenção dos turistas na Torre

Parte da energia consumida é produzida no local graças a quatro painéis solares, que permitirão suprir cerca da metade do consumo de água quente utilizada pelo restaurante e salas de recepções. Também haverá no futuro duas pequenas torres eólicas. As obras duraram cerca de dois anos e meio (o andar continuou aberto ao público durante todo esse período) e custaram € 30 milhões (cerca de R$ 90 milhões), financiados pela empresa pública municipal que administra a Torre Eiffel.

No ano passado, a Torre Eiffel recebeu quase 6,8 milhões de visitantes, sendo 85% estrangeiros. É o monumento pago mais visitado da França.

Os brasileiros estão entre as dez nacionalidades que mais visitam a Torre Eiffel, com 4,7% do total.