Hackers divulgam na web fotos que vazaram 'do Snapchat'

Snapchat / Crédito: AFP Direito de imagem AFP
Image caption Imagens do Snapchat foram violadas por hackers em aplicativos de terceiros

Imagens de pessoas nuas que se acredita tenham sido enviadas pelo aplicativo Snapchat foram publicadas na internet por hackers – e os invasores cibernéticos ainda estariam ameaçando divulgar mais.

O Snapchat permite o compartilhamento de vídeos e imagens que "desaparecem" após um curto período de tempo, geralmente apenas alguns segundos.

Os usuários que tiveram suas fotos interceptadas são todos usuários de um outro aplicativo, o Snapsave, que permite salvas as imagens do Snapchat – algo não autorizado pelo aplicativo original.

Como metade dos usuários do Snapchat têm idades entre 13 e 17, há preocupação de que muitas das imagens hackeadas possam ser de crianças.

O Snapchat oficial disse que seus servidores "nunca foram violados".

Responsabilidade

"Usuários do Snapchat foram vitimados pelo uso de aplicativos de terceiros para enviar e receber Snaps, uma prática expressamente proibida em nossos Termos de Uso porque compromete a segurança dos nossos usuários", acrescentou a empresa.

"Nós monitoramos de perto a App Store e a Google Play (applicativos para compra de aplicativos) para aplicativos de terceiros ilegais e conseguimos que muitos deles fossem retirados."

Pesquisadores de segurança, no entanto, disseram que a Snapchat precisava ter mais responsabilidade sobre os dados do usuário.

"Para eles, apenas virar e dizer: ‘a culpa é dos usuários', parece dura", disse Mark James, um especialista da ESET, empresa de consultoria em segurança na internet.

"Eles dão a percepção de que é seguro, então eles precisam torná-lo seguro. Eles precisam acabar com a capacidade de outras pessoas acessarem seus dados", completou.

As imagens foram enviados para a internet por meio de um link para download compartilhado em um quadro de mensagens na quinta-feira à noite, de acordo com relatos.

O link, desde então, foi tirado do ar, mas os hackers ameaçaram publicar milhares de imagens.

Alguns duvidaram da autenticidade das fotos, sugerindo que muitas delas eram duplicatas ou falsas.

'Incidente preocupante'

De acordo com o repórter do site Business Insider, James Cook, hackers se gabam de ter acesso a 13 gigabytes de arquivos entre fotos e vídeos interceptados do aplicativo ao longo de vários anos.

A especulação sobre a origem do vazamento do material aponta para dois aplicativos de terceiros - serviços não autorizados que ofereciam a possibilidade de salvar mensagens Snapchat permanentemente. A suspeita é de que pelo menos um tipo de serviço estava mantendo um banco de dados de todas as imagens e vídeos que passaram por ela.

O vazamento é mais um incidente de violação de segurança e privacidade preocupante para Snapchat, disse o consultor de segurança Brian Honan.

No início deste ano, 4,6 milhões de nomes de usuários e números de telefone foram divulgados online. Mais recentemente, o serviço tem sido vítima de mensagens de spam que estão sendo enviadas de contas de usuários sem que eles saibam. "O Snapchat foi violado? De acordo com a lei, não", disse Honan.

"Mas as pessoas usam Snapchat para manter suas informações seguras e seria de se esperar que a empresa tivesse sistemas e serviços disponíveis para garantir isso."