Canadense devolve relíquia de Pompeia após 50 anos

Fragmento devolvido por turista canadense | Foto: BBC
Image caption Pompeia, preservada sob as cinzas, é um dos maiores tesouros arqueológicos da humanidade

Uma mulher canadense devolveu um pedaço das ruínas da antiga cidade de Pompeia, na Itália, mais de 50 anos depois de tê-lo roubado.

Durante sua lua-de-mel na Itália, ela levou como "lembrança" da visita à cidade o pedaço de uma decoração que era parte da entrada de um teatro.

O sítio arqueológico de Pompeia é uma das atrações mais visitadas da Itália. A erupção repentina do vulcão Vesúvio, em 79 d.C., enterrou a cidade sob as cinzas, mas deixou grande parte dela preservada.

Moradora de Montreal, a mulher de 70 anos - cujo nome não foi divulgado - guardou o pedacinho da cidade por 50 anos, mas se sentiu incomodada por sua atitude.

Este mês, ela viajou de volta à Itália para devolver o fragmento.

O capitão Carmine Elefante, chefe do Grupo de Proteção do Patrimônio Cultural em Nápoles, diz que a canadense chorou ao fazer a devolução.

"O fato de que uma pessoa devolveu o que pegou por causa do peso na consciência não tem precedentes", disse Elefante à BBC.

O capitão disse ainda que, apesar de não ser especialmente valioso, o fragmento "era um elemento de um ornamento no quadripórtico (área aberta retangular) em Pompeia, onde tudo tem o seu valor".

"É o testemunho de uma civilização", afirmou.

A mulher não foi multada. A polícia disse esperar que sua atitude encoraje outras pessoas que possam ter retirado pedaços da cidade a fazer o mesmo.

Notícias relacionadas