Retrospectiva: 5 momentos que marcaram o esporte em 2014

Fernandinho durante jogo com a Alemanha (foto: Reuters) Direito de imagem Reuters
Image caption Derrota brasileira e morte de jorgador de críquete marcaram o esporte em 2014

O ano de 2014 teve uma das Copas do Mundo mais empolgantes da história, mas também foi marcado por tragédias e polêmicas no esporte.

Abaixo, a retrospectiva da BBC traz cinco momentos que marcaram 2014:

A humilhação do Brasil nas mãos da Alemanha

O triunfo alemão na Copa brasileira e o retorno triunfante de sua seleção a Berlim foram alguns dos eventos mais compartilhados das redes sociais de todos os tempos.

Mas em termos de cenas marcantes, a Copa talvez seja lembrada pela humilhação dos donos da casa na semifinal. A imagem dos jogadores brasileiros chorando e em choque, após a derrota de 7 a 1, diante de fãs igualmente chocados, é uma das cenas do ano.

Muitos brasileiros temiam que o baixo rendimento de sua seleção eventualmente seria desmascarado, mas tinham esperança de que um apoio apaixonado dos fãs poderia levá-los à final.

No entanto, eles não estavam nem de longe preparados para a humilhação que o time de Luiz Felipe Scolari sofreria na pior derrota brasileira na história das Copas.

Suarez banido após mordida

Direito de imagem AP
Image caption Luis Suarez mordeu adversário durante partida da Copa do Mundo 2014

Outro momento marcante da Copa foi o atacante uruguaio Luis Suarez mordendo o jogador italiano Giorgio Chielline.

Suarez já havia sido banido outras duas vezes em sua carreira por problemas similares. Mas repetir o ato pela terceira vez em plena Copa do Mundo deixou muita gente estupefada, gerando um intenso debate sobre o caso no Facebook e no Twitter.

O uruguaio foi banido do esporte por quatro meses, período em que trocou o Liverpool pelo Barcelona, onde esperou até outubro para poder entrar em campo.

A morte do jogador de críquete Phil Hughes

Direito de imagem EPA
Image caption Jogador morreu ao ser atingido na cabeça por bola rápida durante jogo de críquete

A trágica morte de um jovem jogador de críquete australiano, Phil Hughes, chocou até mesmo os que não acompanham o esporte. Ele morreu em um hospital de Sidney, dois dias após ter sido atingido na cabeça por uma bola durante um jogo.

O jogador foi atingido quando tentava rebater uma bola arremessada com grande velocidade durante um campeonato no Estádio de Cricket de Sydney.

A bola, de madeira maciça revestida de couro, atingiu a nuca de Hughes, em uma parte não protegida pelo capacete.

Fãs do mundo tudo prestaram homenagens ao australiano postando fotos nas redes sociais com a hashtag #PutYourBatsOut.

Irlandesa sensação no YouTube

Direito de imagem AFP
Image caption Gol de jogadora irlandesa foi assistido por mais de 3 milhões de internautas

Quando a Fifa anunciou os candidatos ao melhor gol do ano, conforme esperado, figuravam entre eles jogadas de grandes nomes do futebol masculino, como Robin van Persie e James Rodriguez.

Porém, um nome pouco familiar chamou a atenção: era Stephanie Roche, que marcou um gol para o clube irlandês Peamount United. A jogada dela foi vista mais de 3 milhões de vezes no YouTube e rendeu a ela um contrato profissional na França.

O gol ficou numa lista da Fifa de três grandes gols. Os outros dois foram marcados durante a Copa do Mundo 2014, por James Rodriguez e van Persie.

Apesar do gol de Roche ter sido marcado em 2013, seu feito de ser a única mulher a figurar na lista foi um dos grandes momentos do esporte neste ano. Ela espera levar o prêmio em 12 de janeiro em Zurich e para isso já conta com uma campanha de apoio que vem sendo feita nas redes sociais.

O desafio da pugilista Sarita Devi

Direito de imagem Getty
Image caption Pugilista indiana foi punida por não aceitar resultado de competição na Ásia

A controvérsia sobre a recusa da pugilista Sarita Devi em aceitar sua medalha nos Jogos Asiáticos foi uma das grandes histórias do esporte no sul da Ásia.

O incidente ocorreu nos Jogos da Coreia do Sul, realizados nos meses de setembro e outubro. Devi se recusou a aceitar sua medalha de bronze em protesto contra sua controversa derrota na semifinal dos pesos leves para a atleta da Coreia do Sul, Park Ji-Na.

O episódio gerou protestos na mídia indiana, que criticou a decisão afirmando que ela foi "parcial" e "injusta". Embora a atleta tenha se arrependido e tardiamente aceitado a medalha, ela foi suspensa pela Federação Internacinal de Boxe.

A punição gerou protestos do governo indiano e da lenda do críquete Sachin Tendulkar, que pediram para que ela fosse revogada.

Notícias relacionadas