Como lidar com o colega de trabalho que 'sabe tudo'

Direito de imagem Thinkstock

A cena é mais do que comum: um gerente sênior, com anos de empresa, começa a interferir no trabalho de pessoas de outras equipes para dizer que elas estão fazendo tudo errado.

Ele usa sua experiência para incomodar os outros e forçá-los a seguir suas orientações, sabendo que muitos funcionários, principalmente os mais jovens, vão preferir não discutir com ele.

É uma situação delicada, mas que pode ter uma saída ética. Afinal, quem é contratado para uma função tenta desempenhá-la usando suas experiências anteriores, seu treinamento, o feedback que teve de outros colegas, e o conhecimento do setor.

Também não é justo, nem produtivo, um superior reprimir as opiniões de quem está na empresa há menos tempo.

Na realidade, um dos principais objetivos de empresas que contratam pessoas de fora, em vez de promover funcionários, é atrair novas ideias.

Se um gerente como esse conseguir manter a organização sob as regras de outrora, vai acabar prestando um desserviço.

Leia mais: Leitores falam sobre entrevistas de emprego mais bizarras que tiveram

Leia mais: Trabalho voluntário: quando e como incluir no seu currículo

Cadeia de comando

"Se você é novo na empresa e está passando por uma situação parecida, primeiramente leve o problema para o seu supervisor, já que é a liderança dele ou dela no seu grupo que está sendo atrapalhada por esse gerente", diz Dana Radcliffe, professora de Ética dos Negócios na Universidade Cornell, em Ithaca, no Estado americano de Nova York.

Seu chefe precisa conversar com esse gerente, ou com os supervisores dele, e decidir o que é responsabilidade de cada um.

Provavelmente também não faz parte do trabalho desse gerente ficar dizendo o que cada funcionário deve fazer.

Existe um motivo pelo qual uma certa cadeia de comando foi estabelecida.

"Não confronte esse gerente por conta própria", alertaz Radcliffe. "Prefira uma conversa discreta, mas séria, com o seu supervisor, expressando diplomaticamente sua confusão com as linhas de autoridade".

Faça com que a conversa seja uma tentativa de entender o que seu supervisor espera que você faça quando um gerente de outro grupo começa a lhe dar ordens.

É bem possível que esse gerente tenha alguma razão ao reclamar sobre como a empresa está desviando de suas práticas e procedimentos, mas ele não está fazendo isso da melhor maneira.

"O que quer que ele tenha a oferecer a outras equipes não está sendo transmitido eficientemente, e ele não consegue reconhecer isso", explica Radcliffe.

Então, cabe aos profissionais com cargos no mesmo nível do dele ajudar a informá-lo que ele não deveria se meter.

Enquanto o seu supervisor estiver lidando com o problema, pense em uma maneira de apresentar ideias para evitar que o gerente "intrometido" as descarte imediatamente.

Talvez ajude fazer sugestões baseadas na história da empresa. Assim ele não fica tentado a qualificar suas ideias como "inovadoras" demais.

Mas se seu chefe não se mostrar disposto a encarar a tarefa, talvez seja melhor buscar algum executivo em um nível mais alto.

Leia mais: Os piores bônus de fim de ano que alguém pode receber

Leia mais: As regras de trabalho que mais irritam os funcionários

Leia a versão original desta reportagem em inglês no site BBC Capital.