Ataque ao Charlie Hebdo: polícia francesa persegue suspeitos após tiroteio e roubo de carro

Policiais Direito de imagem AFP
Image caption A polícia francesa tem 88 mil homens na operação que busca os acusados do ataque à revista Charlie Hebdo

Os dois supeitos do ataque à revista de sátira política Charlie Hebdo trocaram tiros com a polícia nos arredores de Paris nesta sexta-feira, segundo relatos na mídia francesa.

As informações são de que os irmãos Cherif e Said Kouachi roubaram um carro e teriam feito um refém.

A operação policial está em seu terceiro dia e a polícia francesa informou que tem 88 mil homens envolvidos.

Segundo as autoridades francesas, os irmão Kouachi estariam com armas de assalto e possivelmente uma bazuca.

Nesta sexta-feira veio à tona que um dos suspeitos, Said, viajou ao Iêmen em 2011 para receber treinamento de miliantes islâmicos.

Também foi anunciado que os dois irmãos estavam numa lista de pessoas proibidas de viajar em voos para os EUA.

Leia mais: Polícia busca atiradores ao norte de Paris; nove são presos