A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

Testemunha francesa relata encontro com suspeito de ataques

Um vendedor francês, identificado apenas como Didier, disse a uma rádio francesa que, sem saber, encontrou-se e cumprimentou nesta sexta-feira um dos suspeitos do ataque à revista Charlie Hebdo.

Didier contou que estava se dirigindo ao escritório da gráfica onde os irmãos Cherif, 32, e Said Kouachi, 34, ficaram escondidos nos arredores de Paris, quando encontrou um cliente seu (não identificado) e um homem uniformizado e com colete à prova de balas.

Didier conta que achou que o homem era policial, até que este afirmou que Didier deveria ir embora "porque nós não matamos civis".