As inovações que o Japão quer introduzir nos Jogos de 2020

Japão Estádio Olímpico | Foto: BBC
Image caption Tóquio planeja oferecer conexão 5G a espectadores em todas as sedes olímpicas

As autoridades japonesas já estão trabalhando para oferecer ao mundo uma cobertura de altíssima tecnologia nos Jogos Olímpicos de Tóquio 2020.

A capital japonesa recebeu a Olimpíada há 50 anos e agora está experimentando com tecnologias diferentes para possibilitar uma experiência única dos Jogos.

Confira algumas das novidades tecnológicas com as quais o Japão planeja nos impressionar daqui a seis anos.

Os primeiros Jogos em Super 8K

Image caption Transmissão de ultra-alta definição permitirá assistir eventos e acompanhar estatísticas ao mesmo tempo

A cobertura da Olimpíada será retransmitida ao vivo em televisão de ultra-alta definição (Super High Vision 8k, em inglês), um novo formato de vídeo proposto pela NHK, a TV pública japonesa, que tem uma qualidade de imagem 16 vezes superior à de alta definição das televisões que temos hoje em dia.

A imagem é tão detalhada que, no caso de se chegar perto da tela, passa a impressão de imagem real.

Essa tecnologia também daria à NHK a flexibilidade para oferecer seus sistema híbrido de transmissão, no qual a imagem convive na tela com estatísticas relevantes sobre a modalidade sendo disputada ou atualizações do Twitter, tudo exposto com qualidade de imagem detalhada.

Leia mais: São Paulo testa software para modernizar gestão 'arcaica' dos ônibus

Eles também experimentam a possibilidade de que os espectadores poderem jogar virtualmente determinados esportes – como golfe – ao mesmo tempo que os atletas, utilizando o controle remoto da televisão.

Image caption NHK planeja produzir câmeras mais compactas que filmam em 8K até 2020

A NHK também criou a tecnologia para a transmissão em Super 8K. A foto ao lado mostra a primeira câmera do tipo, mas a previsão é de que novos modelos sejam menores. Elas têm sensores de 32 megapixels e podem enviar 120 fotogramas por segundo em tempo real.

As características do 8K permitem dar uma sensação de realidade muito alta e, segundo Yukihiro Nishida, engenheiro sênior de pesquisas da NHK, a ideia é que os espectadores acompanhem as competições como se estivessem lá.

Em 1964, a empresa criou uma câmera especial para retransmitir os Jogos Olímpicos de Tóquio pela primeira vez em cores.

Será possível 'dar zoom' em sons

Image caption Zoom em sons poderia ajudar espectadores a saber o que os jogadores dizem em campo

Discos como os que aparecem na foto acima, com 96 microfones vinculados a eles, permitem que os pesquisadores do laboratório de inovação da empresa japonesa NTTT, uma das maiores empresas de telecomunicações do mundo, experimentem com a possibilidade de "aproximar", ou dar zoom, em um som distante em um local específico.

Essa tecnologia fará com que o diretor da transmissão televisiva escolha qual é o som mais adequado para uma imagem.

Se a combinação de microfones for espalhada em um estádio ou local de jogos, seria possível procurar, na pós-produção do vídeo, sons específicos de qualquer ponto da arena.

Isso seria especialmente útil para saber o que os jogadores de futebol estão dizendo no gramado, disse Dan Simmons, o repórter de tecnologia da BBC que testou a tecnologia.

Leia mais: Aplicativo de celular ‘lê’ mundo para deficientes visuais com ajuda de voluntários

Legendas para eventos ao vivo

Image caption Legendas e interpretação simultânea em linguagem de sinais podem estar disponíveis para quem assiste à Olimpíada

Os pesquisadores da NHK também estão desenvolvendo maneiras de automatizar as legendas para eventos ao vivo.

Eles planejam usar até mesmo avatares que façam, na tela, uma interpretação simultânea das falas em linguagem de sinais.

Ambas as tecnologias seriam úteis para eventos em que não há um roteiro prévio, como é o caso dos Jogos Olímpicos.

Conexão 5G nas sedes olímpicas

As autoridades japonesas planejam fazer com que os espectadores do Estádio Olímpico e do resto das sedes dos Jogos tenham acesso a uma conexão de internet 5G.

Esse novo tipo de conexão, atualmente em fase experimental, proporcionaria uma velocidade de transmissão de dados muito rápida.

Na prática, os espectadores poderiam colocar vídeos na internet durante a partida – ou seja o que for que quisermos fazer em 2020 – sem enfrentar os gargalos das conexões 3G e 4G.

Tecnologia de ponta para os visitantes

Image caption Óculos prometidos pela Sony poderão ajudar turistas a traduzir letreiros em japonês

Além de reinventar a infraestrutura de transmissão dos Jogos Olímpicos, as autoridades japonesas também querem impressionar os turistas da Olimpíada com a tecnologia.

Um dos patrocinadores dos Jogos, a Panasonic, diz ter planos de utilizar robôs como assistentes e lançar dispositivos que possam ser usados por voluntários para fazer traduções simultâneas.

A Sony, outro patrocinador, planeja oferecer óculos inteligentes que traduzam instantaneamente letreiros em japonês e um cartão que se comunica com o celular vias bluetooth e poderia ser usado para pagamentos, transações bancárias e até para comprar ingressos para eventos olímpicos.

Notícias relacionadas