Americano é resgatado após 66 dias perdido no mar

(AP) Direito de imagem AP
Image caption Louis Jordan havia sido visto pela última vez ao sair para pescar na Carolina do Norte; ele sobreviveu graças à dieta de peixe cru e água da chuva

Um americano que passou dois meses perdido no mar foi resgatado após aparentemente sobreviver de peixe cru e água da chuva.

Louis Jordan, 37, foi encontrado na quinta-feira por um petroleiro alemão a 320 km da costa do Estado americano da Carolina do Norte.

Seu veleiro de 35 pés adernou e Jordan permaneceu durante todo o período à deriva sentado no casco da embarcação, de onde foi içado com segurança.

Sua família comunicou seu desaparecimento no final de janeiro. O pai de Jordan disse ter ficado surpreso ao reencontrá-lo com vida.

"Eu pensei que eu o tinha perdido", afirmou ele ao falar com o filho após o resgate.

No telefonema, divulgado à imprensa, Jordan pede desculpas a seu pai por não poder "ter voltado para casa".

"Estou bem agora", disse ele.

Em entrevista à rede de TV WITN, Ryan Doss, da Guarda Costeira de Miami, disse que Jordan sobreviveu à deriva no Oceano Atlântico comendo peixe cru e bebendo água da chuva.

A Guarda Costeira americana afirmou, por meio de um comunicado, que transportou Jordan de helicóptero do navio alemão para um hospital em Norfolk, no Estado da Virgínia.

À rede de TV americana CNN, o pai de Jordan afirmou que nunca perdeu as esperanças de encontrar o filho vivo.

O americano foi visto pela última vez no dia 23 de janeiro, após ter saído para pescar em seu veleiro da cidade de Conway, na Carolina do Norte.

Ainda não se sabe por que a embarcação adernou, embora a imprensa americana tenha dito que o mastro do veleiro foi encontrado rompido pela metade.