Aventureiros dormem pendurados a mais de 100 metros do chão nos EUA

Foto: KMAC Direito de imagem KMAC
Image caption Empresas já oferecem a pessoas com "sede de aventura" a possibilidade de um passeio que só montanhistas mais corajosos faziam: acampar em uma parede vertical.

O nervosismo e o medo são parte de uma aventura onde o objetivo é manter os pés longe do chão: acampar pendurado a 150 metros acima do solo, apoiado em paredes verticais.

Só os montanhistas atrevidos tinham o privilégio de ver as montanhas Rochosas no Estado do Colorado, nos Estados Unidos, sob um ângulo diferente.

Mas agora já não é necessário ser um "homem aranha" para poder desfrutar destas paisagens espetaculares, mesmo que passar a noite à beira de um precipício não seja indicado aos que sofrem de vertigem.

Uma empresa de turismo da região já oferece o passeio aos que não possuem tanta experiência, mas têm coragem de sobra para tentar a façanha de acampar nas alturas.

Veja as imagens impressionantes:

Direito de imagem KMAC
Image caption Com vales intermináveis de bosques, lagos e montanhas, as Rochosas são uma das paisagens naturais mais emblemáticas dos EUA. O local é o destino predileto de milhares de pessoas em busca de contato com a natureza e esportes radicais.
Direito de imagem KMAC
Image caption A escalada das paredes verticais da cordilheira atrai um grande número de montanhistas que, após completar a escalada, criam um vínculo especial com o lugar.
Direito de imagem KMAC
Image caption A vista espetacular, no entanto, já não são privilégio de poucos. Há dois anos, a empresa turística Kent Mountain Adventure Center (KMAC) oferece a possibilidade de acampar a 150 metros do chão, apoiado nas paredes.
Direito de imagem KMAC
Image caption "Fomos contactados pelo apresentador britânico Charlie Boorman, que nos perguntou se poderíamos instalar camas de campanha penduradas para ele. Ele e sua equipe estavam filmando um programa sobre aventuras extremas nos EUA. Fizemos isso e, com a ajuda de Jennifer Barlett e da secretaria de Turismo do Colorado, ampliamos a oferta ao público em geral", diz Harry Kent, diretor da KMAC.
Direito de imagem KMAC
Image caption "Falei com os guias e eles concordaram que seria um bom pacote turístico para a KMAC, especialmente porque ninguém oferecia algo parecido nos EUA, nem no mundo. Começamos a fazê-lo e logo os meios de comunicação e as pessoas demonstraram interesse."
Direito de imagem KMAC
Image caption Segundo Kent, não se trata de algo muito difícil de fazer e até os principiantes conseguem passar um fim de semana na parede. "Definitivamente não é preciso ser montanhista, só ter um nível básico de preparo físico para poder subir. E se a pessoa não consegue subir, podemos trazê-la com uma corda", afirma.
Direito de imagem KMAC
Image caption Algumas pessoas contam que, durante sua experiência, nunca conseguiram livrar-se da sensação de nervosismo e do medo, mas afirmam que ver o entardecer e o amanhecer da parede de uma montanha foi impactante.
Direito de imagem KMAC
Image caption "O principal perigo que identificamos para acampar em uma parede são as tempestades elétricas. Conseguimos lidar com a chuva e até com a neve, mas se há nuvens na região e sabemos que poderia haver tempestades elétricas, voltamos para o chão e esperamos que passem antes de subir novamente", diz o diretor da empresa.
Direito de imagem KMAC
Image caption Ele explica ainda que os turistas são acompanhados por um guia em toda a experiência. "Os sistemas que usamos têm muitos dispositivos de segurança para minimizar o potencial de perigo."
Direito de imagem KMAC
Image caption Ao chegarem lá em cima, e sentarem-se na cama suspensa, as pessoas podem relaxar (ou tentar), conversar, ler e até tomar chá ou vinho. O principal, no entanto, é apreciar a paisagem, de acordo com Kent.