Wimbledon proíbe 'pau de selfie'

Crédito: Getty Direito de imagem BBC World Service
Image caption Organização do torneio de tênis justificou veto para que instrumento "não interfira na diversão dos espectadores".

Os organizadores do torneio de Wimbledon, uma das mais tradicionais competições de tênis do mundo, anunciaram no último domingo que o uso do instrumento popularmente conhecido no Brasil como 'pau de selfie' - um bastão retrátil para tirar autorretratos à distância - não será permitido durante o evento deste ano.

"Em linha com outros grandes eventos de entretenimento e de esportes e atrações culturais, o torneio não permitirá 'paus de selfie'", afirmou a organização de Wimbledon.

Os objetos já foram proibidos em alguns museus e outras competições esportivas.

Um porta-voz do torneio afirmou ao jornal britânico The Sunday Times que o veto foi determinado por causa do "incômodo", mas "principalmente para que (o instrumento) não interfira na diversão dos espectadores".

Direito de imagem BBC World Service
Image caption Polêmico, bastão retrátil já foi banido de museus e atrações culturais

Polêmico, o 'pau de selfie' permite ao usuário maior alcance para as 'selfies', ou seja, autorretratos registrados por meio de uma câmera ou de um celular.

No mês passado, a National Gallery, um dos principais museus de Londres, incluiu o objeto na lista de equipamentos proibidos, como tripés, por exemplo.

O Palácio de Versalhes, em Paris, o Coliseu, em Roma, e o complexo de museus americano Smithsonian, também já baniram o bastão retrátil de suas dependências.

Leia mais: Palácio de Versalhes vai vetar paus de selfie

Notícias relacionadas