Boca de urna aponta Conservadores à frente na Grã-Bretanha

Foto: BBC
Image caption Conservadores estariam próximos de obter maioria necessária para apontar primeiro-ministro

A pesquisa de boca de urna nas eleições britânicas mostra que o Partido Conservador - do atual primeiro-ministro David Cameron - teria conseguido pelo menos 316 assentos no Parlamento britânico. Já o Partido Trabalhista apareceria à frente em 239 distritos, segundo o levantamento.

Estão em jogo as 650 cadeiras do Parlamento britânico, disputadas pelo sistema de voto distrital (vencem os candidatos com mais votos em cada um dos 650 distritos).

Para apontar um primeiro-ministro, um partido precisa conquistar 326 cadeiras do Parlamento. Caso nenhuma agremiação atinja esta marca, será necessária uma coalizão com outros partidos para formar um governo.

O Partido Liberal Democrata teria conquistado, de acordo com a boca de urna, apenas 10 cadeiras no Parlamento, 47 a menos do que nas últimas eleições, em 2010, quando formou um governo de coalizão com o Partido Conservador.

A surpresa até agora é o Partido Nacionalista Escocês, que apareceria à frente em 58 distritos – dos 59 distritos escoceses. A popularidade do partido mesmo após a derrota no plebiscito pela independência da Escócia, em setembro do ano passado, surpreende. Em 2010, o grupo conseguiu apenas seis cadeiras no Parlamento.

O Partido Trabalhista aparece com 239 cadeiras na pesquisa, 19 a menos do que em 2010, um provável reflexo da perda de votos na Escócia. O levantamento indica que o Partido Conservador poderia ter conquistado nove assentos a mais do que nas últimas eleições.

A reprodução deste formato de vídeo não é compatível com seu dispositivo

As votações foram encerradas às 22h de Londres (18h do Brasil) e os resultados oficiais dos primeiros distritos eleitorais devem ser divulgados ainda antes da meia-noite no Reino Unido. O resultado final deve ser divulgado na tarde de sexta-feira.

Após seis semanas de campanhas e debates, os 50 milhões de eleitores britânicos registrados foram às urnas em cerca de 50 mil seções eleitorais.

Eles votam para eleger os 650 membros do Parlamento britânico e para preencher nove mil cargos em 279 governos locais.

Leia mais: Quem lidera os principais partidos?

Eleições britânicas: Ajuste faz economia crescer, mas padrão de vida preocupa

Na véspera de eleição britânica, candidata brasileira faz campanha porta a porta

Filho de sociólogo marxista, Ed Miliband tenta recolocar Trabalhistas no poder

'Os imigrantes sustentam o país': brasileiros em Londres comentam eleição

Eleições britânicas: assim como no Brasil, programas sociais causam polêmica

Eleições britânicas: em crise, sistema de saúde que inspirou SUS preocupa eleitores