O sensacional mundo dos tubarões e arraias

Os tubarões e seus parentes mais próximos, as arraias, surgiram no planeta há 400 milhões de anos. Hoje, há cerca de 510 espécies de tubarões e 650 de arraias.

Apesar dos números, ainda se sabe muito pouco sobre esses enigmáticos e esquivos peixes.

Explore a incrível diversidade desses animais nesta impressionante seleção de imagens produzidas para a série de documentários Shark, da BBC.

Tubarão-martelo-recortado

O tubarão-martelo-recortado (Sphyrna lewini) costuma nadar sozinho. Mas grandes grupos desses animais com um formato tão incomum já foram observados em montanhas submarinas, onde os machos realizam uma "dança" do acasalamento tomando posição no centro do círculo.

Leia mais: Por que nos apegamos aos cães?

Leia mais: Cientistas tentam salvar o peixe 'mais estranho' da Terra

Arraia mobula

Direito de imagem Carlos Aguilera

As arraias do gênero Myliobatidae, ou mobula, como esta fotografada no México, são conhecidas por sua impressionante acrobacia de saltar para fora da água – às vezes a uma altura de 3 metros.

Nenhum cientista ainda conseguiu explicar o que está por trás do feito.

Um espetáculo deslumbrante acontece quando vários espécimes dessas arraias se juntam para acasalar.

Direito de imagem Carlos Aguilera

Leia mais: Em imagens: As 10 caras mais engraçadas que os bichos fazem

Leia mais: Lobos são ótimos pais adotivos, aponta estudo

Tubarão-de-Port-Jackson

Direito de imagem Justin Giligan

De aparência pré-histórica, o estranho tubarão-de-Port-Jackson (Heterodontus portjacksoni) é encontrado nos litorais sul, leste e oeste da Austrália.

Seus dentes são pequenos e pontiagudos na frente, e planos e largos atrás, o que o ajuda a quebrar e moer carapaças de suas presas.

As fêmeas produzem ovas em forma de espiral que chegam a medir 15 centímetros de comprimento.

Tubarão-branco

Direito de imagem Atlantic edge films

O mais icônico dos tubarões, o tubarão-branco (Carcharadon carcharias) é um predador sem igual, mas também tem um lado sociável menos conhecido.

Grupos de tubarões se juntam e usam a linguagem corporal para se comunicarem entre si, resolvendo conflitos em relação a domínio.

Quando sai em busca de presas, impressiona por sua velocidade, que pode passar de 32 quilômetros por hora. Às vezes, eles saem da água para alcançar focas.

O elemento surpresa é parte importante da estratégia deste tubarão, que nada debaixo para cima para agarrar sua presa.

Apesar de serem os mais temidos tubarões, são poucos os ataques a humanos.

Leia mais: Na natureza, panda desafia fama de 'casto e bonzinho'

Leia mais: Conheça o homem que se tornou 'sommelier' de picadas de insetos

Tubarão-cobra

O misterioso tubarão-cobra (Chlamydoselachus anguineus) vive no abismo dos oceanos.

A criatura tem um corpo em forma de serpente, mas cresce até no máximo 2 metros de comprimento.

Tubarão-tapete

Direito de imagem Steven Genkins

Com uma aparência excêntrica, o tubarão-tapete (Eurcrossorhinus dasypogon) é encontrado nas águas ao norte da Austrália, na Indonésia e na Papua Nova Guiné.

Suas manchas o ajudam a se camuflar e rapidamente abocanhar suas presas.

Sua "barba" pode atuar como isca, já que lembra pequenas criaturas marinhas. É assim que ele atrai as vítimas para perto de sua boca.

Leia mais: Cientistas chineses descobrem inédito dinossauro com 'asas de morcego'

Leia mais: Câmeras em time-lapse revelam vida secreta dos pinguins da Antártida

'Cephaloscyllium ventriosum'

Direito de imagem David gruber

Essa espécie, quando ameaçada, engole uma enorme quantidade de água ou ar, inchando até ficar do dobro de seu tamanho normal, afugentando os predadores.

O extraordinário tubarão também é biofluorescente, absorvendo a luz da lua e emitindo-a de volta em uma cor diferente.

Para outro animal da mesma espécie, este tubarão aparece em uma cor verde vibrante, o que o ajuda a encontrar parceiros para acasalar.

Leia mais: Em imagens: Os mais fantásticos encontros entre bichos

Leia a versão original desta reportagem em inglês no site BBC Earth.