Egito aprova planos para reerguer Farol de Alexandria

(Wikimedia) Direito de imagem BBC World Service
Image caption Uma das sete maravilhas do mundo antigo, construção teria sido destruída por terremoto no século 14

Autoridades egípcias aprovaram os planos para reconstruir uma das sete maravilhas do mundo antigo, o Farol de Alexandria.

A edificação foi concluída por volta de 280 d.C. e tinha entre 110 metros e 130 metros de altura.

O plano é reconstruí-la a poucos metros de onde ficava originalmente, na cidade litorânea de Alexandria. Atualmente, o local é ocupado pela Citadela de Quaitbay, informou o jornal egípcio The Cairo Post.

O comitê permanente do Egito para antiguidades aprovou a proposta que, agora, depende apenas apenas da aprovação do governo regional de Alexandria para sair do papel, afirmou Mostafa Amim, secretário-geral do Conselho Supremo de Antiguidades, ao site de notícias Youm7.

O Farol de Alexandria era uma das mais famosas construções do mundo antigo.

Leia mais: Sete maravilhas arquitetônicas desconhecidas

Leia mais: Concurso de fotos traz 19 maravilhas da astronomia

"A construção original compreendia três andares: uma base quadrada com um núcleo central, uma seção mediana octogonal e um topo circular", afirmou o professor de arqueologia Fathy Khourshid ao Cairo Post.

O farol guiava navios usando um espelho durante o dia e uma chama durante a noite.

A construção sofreu graves danos durante uma série de terremotos e acredita-se que tenha sido destruída por um tremor no início do século 14.

Resquícios da estrutura foram usados para construir a Citadela de Qaitbay. Outros restos foram descobertos no porto de Alexandria, em 1990.

Notícias relacionadas