Sem saber, imobiliária vende casa que pertenceu a Ayrton Senna

(AFP) Direito de imagem AFP
Image caption Tricampeão mundial da Fórmula 1, Ayrton Senna morreu aos 34 anos em 1994

Uma casa que pertenceu ao piloto brasileiro Ayrton Senna em Norwich, no leste da Inglaterra, foi vendida sem que a imobiliária responsável pela transação soubesse que ele havia morado ali.

Senna alugou o imóvel, de dois dormitórios, em 1981 e morou no local quando corria pela escuderia Van Diemen, segundo o jornalista Tom Rubython, que escreveu a biografia do tricampeão mundial, The Life of Senna (A Vida de Senna, em tradução livre).

Mark Bird, gerente da imobiliária William H Brown em Norwich, afirmou que a empresa não foi informada de que a casa havia abrigado o morador ilustre.

"Não costumamos cruzar com famosos...e essas pessoas tendem a gostar de casas grandes", disse.

Senna, que morreu aos 34 anos em 1994, estava competindo na Fórmula Ford na ocasião em que morou em Norwich.

A casa foi vendida por um preço modesto para os padrões britânicos, entre 210 mil a 215 mil libras (cerca de R$ 1 milhão), para uma das primeiras pessoas que a visitou no último fim de semana.

Leia mais: 'Não curto a vida na Inglaterra': BBC abre arquivo e revisita início de carreira de Senna

Direito de imagem BBC World Service
Image caption Casa tem dois dormitórios e fica perto de lojas e comércio

"Nem sabia que Ayrton Senna havia morado em Norwich", disse ele.

"A casa foi vendida muito rápido, é um imóvel muito popular, bem localizado e perto do comércio e de escolas", acrescentou.

"Talvez se soubéssemos que Senna tivesse morado ali, haveria uma concorrência maior entre eventuais compradores, mas não acho que faria diferença no preço".

"Não chegamos a cruzar com muitos proprietários famosos ─ e eles têm de ser muito conhecidos para elevar o preço de mercado do imóvel. Além disso, essas pessoas normalmente preferem morar em casas maiores", afirmou Bird.

O corretor disse que a venda da casa seria concluída em oito semanas e acrescentou não saber se o novo dono do imóvel é fã de Fórmula 1.

Senna também correu pela escuderia Lotus, de Norfolk, por três anos, antes de se transferir para a McLaren, onde ganharia fama mundial.

Notícias relacionadas