Polícia da Argentina prende ladrões de meteoritos

(Getty) Direito de imagem BBC World Service
Image caption Eles tentavam furtar mais de uma tonelada das pedras; bólidos estavam escondidos debaixo de bancos de caminhão

A polícia da Argentina prendeu quatro homens que tentavam furtar mais de uma tonelada de meteoritos da província de Chaco, no norte do país.

Policiais rodoviários afirmaram ter encontrado mais de 200 pedaços grandes das pedras escondidos debaixo dos bancos de um caminhão. O veículo havia sido parado em uma inspeção de rotina.

Três argentinos e um paraguaio foram detidos.

A província de Chaco é famosa mundialmente por seus meteoritos, que são protegidos pela lei argentina.

Leia mais: Chuvas de meteoros são mais comuns do que se pensava, diz estudo

Um dos principais pontos turísticos da região é o "Campo del Cielo", ou "Campo do Céu".

Trata-se de uma área de 1,3 mil km² que, há 4 mil anos, foi fortemente atingida por uma chuva de meteoritos.

O maior deles, El Chaco, foi descoberto por meio de um detector de metais em 1967 e pesa 37 toneladas, o equivalente ao peso de cinco elefantes.

O El Chaco é o segundo maior meteorito a ter sido descoberto no mundo ─ e atrai o interesse de especuladores e colecionadores.

Em 1990, um policial rodoviário argentino tentou roubá-lo para vendê-lo a um colecionador particular nos Estados Unidos. O plano, contudo, não deu certo e ele acabou preso.

Leia mais: Extinção de dinossauros foi azar, diz estudo

Notícias relacionadas