'Ilhas encantadas': 12 maravilhas naturais do Japão

Formado por quatro grandes ilhas e milhares de ilhotas, o Japão abriga uma fauna e uma flora extraordinárias e diversificadas, desafiando a percepção comum de que se trata de um país essencialmente industrial e urbano.

Aqui estão 12 impressionantes imagens de animais e paisagens típicos deste lugar único na Terra, capturadas pela equipe da BBC responsável pelo documentário Japan: Earth’s Enchanted Islands ("Japão: As Ilhas Encantadas da Terra", em tradução literal), que estreia na Grã-Bretanha esta semana.

Leia mais: Concurso premia melhores imagens sobre a fragilidade da Terra

Leia mais: Conheça 10 unicórnios de verdade

Macaco-japonês

Honshu, a maior ilha do Japão, abriga 100 milhões de pessoas que vivem em uma área com cerca de 15% do tamanho da França. Mas muitos animais silvestres sobrevivem aqui, como o macaco-japonês (Macaca fuscata), capaz de suportar o clima extremo das montanhas da ilha. Quando a temperatura cai para uma média de -10ºC no inverno, esses animais se agrupam e se banham nas águas termais da região para se aquecerem.

Cervo Sika

Os cervos sika (Cervus nippon) podem ser encontrados em torno do templo de Todaiji, na cidade de Nara. Cheios de personalidade, eles saem do parque de Nara, nas imediações, para "pedir" aos turistas que lhes deem bolachas que são vendidas no local.

Leia mais: Por que as mulheres menstruam - e a maioria dos animais não

Leia mais: Conheça o animal vertebrado mais venenoso do mundo

'Monstros de neve'

No Monte Zao, ao norte de Honshu, é possível avistar "monstros de neve". Essas bizarras formações são, na realidade, árvores cobertas por uma grossa cama de neve que assumem formas estranhas. Em certos momentos do inverno, esses "monstros" são iluminados por luzes coloridas artificiais, o que aumenta sua aura de medo e mistério.

Terraceamento de arroz

Os tradicionais terraceamentos de arroz, encontrados nas montanhas de Honshu, são uma parte importante da cultura e da história do Japão. Nesses exuberantes campos em encostas, os agricultores precisam trabalhar duro para poder escoar a água e fazer a colheita. Os sistemas de terraceamento japoneses, normalmente construídos sobre terras vulcânicas, têm sofrido forte concorrência desde a introdução de métodos de produção mais modernos em campos de arroz planos. Mas muitos fazendeiros ainda mantêm essa maneira tradicional de plantar.

Leia mais: O sensacional mundo dos tubarões e arraias

Macaco de Yakushima

O sudoeste do Japão é formado por pequenas ilhas minúsculas e pela terceira maior ilha do país, Kyushu. Uma população de cerca de 10 mil macacos (Macaca fuscata yakui), como o bebê mostrado acima, vive na ilha de Yakushima, recoberta por uma floresta. Já as demais ilhas dessa região subtropical abrigam cervos, tartarugas-verdes (Chelonia mydas), a ameaçada rã-de-ishikawa (Odorrana ishikawae) e o gato-de-iriomote (Prionailurus bengalensis iriomotensis), entre outros animais.

Tartaruga-verde

Uma tartaruga-verde (Chelonia mydas) foi capturada pela câmera da BBC enquanto nadava perto da ilha de Yonaguni. Cientistas acreditam que essa espécie de tartaruga marinha altamente migratória flutua pelo oceano após nascer até começar a migrar entre os locais onde se alimenta e onde se reproduz.

Leia mais: Dez incríveis dragões de verdade

Mariposa-atlas

As ilhas do sudoeste japonês também abrigam a incrível mariposa-atlas (Attacus atlas). Esta que aparece na foto foi flagrada logo depois de sair de seu casulo. Ela está entre as maiores mariposas e borboletas do mundo, com a maior envergadura já registrada entre esses insetos: 26,2 centímetros.

Águia-marinha-de-steller

No inverno, as águias-marinhas-de-steller (Haliaeetus pelagicus) migram para o Japão vindas do local onde se reproduzem, no leste da Rússia. Essas enormes e majestosas aves, que podem ser vistas na ilha de Hokkaido, têm uma envergadura de até 2,5 metros. Para se alimentarem, elas mergulham e capturam peixes, principalmente bacalhau, que enxergam desde seus poleiros localizados perto da água.

Leia mais: Cientistas tentam salvar o peixe 'mais estranho' da Terra

Urso pardo

A fauna, a flora e o clima da ilha de Hokkaido são diferentes dos do resto do Japão. Os ursos pardos (Ursus arctos) chegaram até aqui vindos da Sibéria durante o mais recente período glacial. Nesta foto, uma mãe e seu filhote são flagrados na península de Shiretoko, no nordeste de Hokkaido.

Grou japonês

Uma população residente de cerca de 900 grous é uma das atrações da espetacular vida selvagem de Hokkaido. Aqui, um deles está realizando uma espécie de dança do acasalamento. Para isso, o grou-japonês (Grus japonensis) se curva, salta, corre e joga grama para os lados, como parte de um comportamento associado ao reforço das relações entre parceiros e ao alívio da agressividade.

Leia mais: Em imagens: As 10 caras mais engraçadas que os bichos fazem

Campos floridos

Entre a primavera e o outono, Hokkaido explode em cores com seus campos de flores cultivadas. Os turistas são atraídos pelas vastas fileiras de lavanda perfumada, enquanto girassóis, tulipas e cerejeiras enfeitam a paisagem em diferentes épocas do ano.

Cisne-bravo

Cisnes-bravos (Cygnus cygnus) migram para o belo lago Kussharo no inverno. O local foi formado depois da erupção do vulcão Kussharo, há cerca de 300 mil anos. Os cisnes se reúnem em torno das fontes de água quente, que ajudam a manter parte do lago descongelada.

Leia mais: Câmeras em time-lapse revelam vida secreta dos pinguins da Antártida

Leia mais: Em imagens: Os mais fantásticos encontros entre bichos

Leia a versão original desta reportagem em inglês no site BBC Earth.