‘Queria puxá-lo da TV’, diz mãe de Fanning sobre ataque de tubarão

Foto: BBC Direito de imagem BBC World Service
Image caption Elizabeth Osborne assistiu ao ataque sofrido pelo filho ao vivo pela televisão (Foto: BBC)

Elizabeth Osborne, mãe do surfista australiano Mick Fanning, atacado por um tubarão quando participava da final da etapa sul-africana do Campeonato Mundial de Surfe, assistiu ao ataque ao vivo, pela televisão.

"Fiquei totalmente apavorada. Fui até a televisão quase como se quisesse puxar ele de lá... Só queria salvá-lo, mas não havia nada que eu pudesse fazer", disse Elizabeth à rede de televisão Australian Broadcasting Corporation em entrevista concedida em sua casa, na Austrália.

"Eu não conseguia acreditar no que estava vendo. Pensei que o tivesse perdido."

Mas Fanning percebeu que estava sendo atacado, conseguiu se soltar da prancha e, depois de alguns momentos desaparecido, o surfista reaparece na superfície das ondas.

"Vi que ele estava nadando e fiquei tão grata por ele estar bem", afirmou.

A mãe de Fanning disse que, o momento em que não viu o filho, "foi muito assustador", mas, depois, ficou "muito orgulhosa" por ele ter conseguido se livrar do ataque.

Leia mais: Surfista é atacado por tubarão na África; assista ao vídeo

Elizabeth já tinha perdido um filho em um acidente de carro há 17 anos e disse que, ao assistir ao outro filho sendo atacado pela televisão, as memórias voltaram.

"Quando Sean foi morto no acidente de carro eu não vi. Eu vi este (ataque de tubarão contra Mick) bem na minha frente. Foi terrível", afirmou.

Socos e chutes

Fanning, de 34 anos, ex-campeão do mundo, competia na final de uma etapa do Mundial de Surfe na praia de Jeffreys Bay, no domingo.

As imagens da transmissão ao vivo mostram a aproximação de um tubarão, a barbatana escura, perto do surfista em sua prancha e o momento em que ele percebe estar sendo atacado.

O surfista então deu socos e chutes no animal e, em seguida, foi resgatado por um jet-ski.

"Eu estava sentado lá e senti algo preso na corda da minha perna, e eu chutei tentando afastar. Quando vi as barbatanas, esperei os dentes."

Direito de imagem BBC World Service

O surfista disse que conseguiu dar um "soco nas costas" do animal e assustar o tubarão.

A Liga Mundial de Surfe afirmou que foram vistos dois tubarões na água, perto de Fanning e do outro finalista, Julian Wilson, também da Austrália.

Os dois surfistas competiam pelo título da etapa, mas também são amigos e, ao ver que Fanning estava com problemas, Wilson remou até ele para ajudá-lo.

Leia mais: Vídeo mostra dezenas de tubarões em praia rasa

Wilson deu uma entrevista emocionada ao jornal australiano Sydney Morning Herald e disse que achava que não conseguiria chegar até Fanning a tempo.

"Cheguei e ele estava lutando (com o tubarão) e eu vi ele ser derrubado da prancha. Pensei: 'tenho uma prancha, se eu conseguir chegar lá, posso esfaquear (o tubarão) ou qualquer coisa, eu tenho uma arma'."

A mãe de Wilson também estava assistindo a toda a cena ao vivo pela televisão. "Não sei se ele é louco ou um herói", disse ela a jornalistas.

Depois do incidente, a final foi cancelada, e os dois surfistas dividiram a premiação. Segundo a agência de notícias Reuters a região onde aconteceu a etapaao é uma das áreas do mundo com maior incidência de tubarões. Um surfista foi morto por um tubarão branco perto de Jeffreys Bay em 2013.

Leia mais: Tubarão 'penetra' em foto surpreende surfistas na Austrália