Conheça a história do bonde que sobreviveu à bomba atômica em Hiroshima

(BBC)
Image caption Bondinho voltou à operação logo depois de lançamento de bomba atômica

Há 70 anos, uma bomba atômica lançada pelo governo americano atingia a cidade de Hiroshima, no sul do Japão.

Quase nada sobrou após a explosão nuclear ─ prédios vieram abaixo e milhares de pessoas perderam a vida.

Mas um bonde cinza e azul resistiu em meio ao caos. Restaurado após a 2ª Guerra Mundial, o coletivo voltou às ruas e agora é usado exclusivamente para passeios turísticos, como conta o repórter da BBC Rupert Wingfield-Hayes.

Image caption Bondinho foi repintado nas cores originais - azul e cinza

Wingfield-Hayes explica que o bonde tem um forte significado para o povo japonês diante de uma das maiores tragédias da humanidade.

"O sistema de bondes foi retomado apenas três dias depois da explosão da bomba. Trata-se de um símbolo de resignação e sobrevivência deste povo", diz.

Leia mais: Há 70 anos, uma bomba causava devastação sem precedentes

Mas o bonde não é a única memória da tragédia. Outros prédios resistiram à fissão nuclear. Um deles é o banco do Japão em Hiroshima.

O edifício manteve-se de pé apesar de estar localizado a apenas 400 metros de distância do epicentro da explosão e chegou a suportar temperaturas de até 3 mil graus Celsius.

Image caption Banco do Japão em Hiroshima suportou temperaturas de até 3 mil graus Celsius

"Tudo do lado de fora foi reduzido a cinzas. Mas por causa das paredes espessas de concreto, algumas pessoas conseguiram sobreviver dentro dele", afirma o repórter.

Wingfield-Hayes acrescenta que, logo depois da explosão, muitos pensaram que Hiroshima se tornaria uma cidade-fantasma. Mas a situação hoje é bem diferente.

Image caption Algumas árvores conseguiram resistir à fissão nuclear

"Há várias árvores em Hiroshima que resistiram à bomba. Elas são, sem dúvida alguma, um testemunho da resiliência da natureza".

Leia mais: Sobrevivente das duas bombas atômicas morre aos 93 no Japão

Notícias relacionadas