Menino de 11 anos é indiciado nos EUA por assassinato de criança de 3 anos

Direito de imagem Reproducao
Image caption Garoto de 11 anos foi detido na segunda-feira após ter sido acusado de matar criança de 3 anos

Um menino de 11 anos de idade foi indiciado por homicídio culposo, após ter sido acusado de usar a arma de seu pai para atirar em um garoto de três anos em Detroit, nos Estados Unidos.

De acordo com a mídia local, o adolescente estava visitando seu pai no leste da cidade na segunda-feira, quando pegou a arma do quarto dele.

Ainda segundo relatos, ele teria jogado a arma no jardim para depois recuperá-la e pular em cima de um carro estacionado.

Pouco depois, a criança de três anos entrou no carro. Ela teria sido baleada na cabeça, morrendo logo em seguida, segundo os promotores.

Leia mais: Paquistão ignora apelos e executa condenado por crime supostamente cometido aos 14 anos

O menino mais velho compareceu à Corte juvenil para uma audiência na última quarta-feira.

Ele ainda enfrenta outras duas acusações: uma de apontar arma sem intenção maliciosa e outra de posse ilegal de arma de fogo.

"Eu não consigo lembrar de nenhuma situação em que tenhamos indiciado uma pessoa tão jovem por tirar uma vida", disse o promotor Kym Worthy.

"Infelizmente e de maneira muito trágica, os fatos alegados neste caso fizeram com que isso fosse necessário."

Leia mais: ECA, 25 anos: Na esteira da maioridade penal, propostas de reforma do estatuto devem ganhar força

Mas especialistas disseram ao jornal Detroit Free Press que ainda não estava claro se o garoto de 11 anos teria idade o suficiente para responder pelo indiciamento.

Em Michigan, promotores podem indiciar pessoas de qualquer idade, ainda que o juiz também tenha voz no processo, segundo o jornal.

Mas promotores teriam de provar que um adolescente, nesse caso, de 11 anos de idade, teve "a intenção de cometer o crime".