Polícia de Bangladesh mata seis suspeitos de caçar tigres

Tigre-de-bengala (Foto: Thinkstock) Direito de imagem Thinkstock
Image caption Segundo levantamento, população de tigres-de-bengala caiu drasticamente no mangue do país asiático

Seis suspeitos de caçar tigres foram mortos durante uma troca de tiros com a polícia no maior manguezal do mundo, em Bangladesh.

Os policiais apreenderam peles de três tigres no esconderijo descoberto no local – aparentemente de animais mortos recentemente, afirmaram.

O mangue de Sundarbans, no sudeste do país, é habitat do tigre-de-bengala. De acordo com um levantamento recente, hoje há apenas 100 deles vivendo no local, contra 440 registrados dez anos atrás.

Especialistas afirmam que a queda no número de animais se deve a métodos mais avançados de contagem, mas também à caça.

Leia mais: Sete motivos para adorarmos os leões

Um policial afirmou à BBC que os suspeitos deram início aos tiros. A mídia local, porém, colocou em dúvida a versão da polícia, afirmando que os suspeitos haviam sido presos antes de serem alvejados.

Bangladesh reforçou o combate aos caçadores desde que foram divulgadas notícias sobre o declínio da população de tigres.

Atualmente, há menos de 2.300 tigres-de-bengala em liberdade no mundo – a maioria na Índia e em Bangladesh, e populações menores no Nepal, Butão, China e Myanmar.

Notícias relacionadas