Em menos de dois meses, touros matam sete pessoas em festivais na Espanha

Participante é atingido durante tourada em Pamplona, Espanha (Foto: Alvaro Barrientos/AP) Direito de imagem Alvaro Barrientos l AP
Image caption No último fim de semana, quatro pessoas morreram em touradas (não é o caso do rapaz atingido na foto)

Sete pessoas morreram desde o início de julho após serem chifradas por touros durante festivais na Espanha – quatro delas no último fim de semana.

Estas mortes ocorreram em touradas de rua, e não em arenas. Trata-se de um número alto e incomum de fatalidades em período tão curto.

Entre os mortos neste final de semana está um conselheiro municipal atingido por um touro em Peñafiel, cidade próxima a Valladolid, ao norte de Madrid, no sábado.

Ainda mais ao norte, um rapaz de 18 anos morreu na noite de domingo após ser chifrado no estômago em Lerin, na Província de Navarra.

Leia mais: Doença rara deixa espanhola em cadeira de rodas em pouco mais de 24 horas

As outras mortes ocorreram em festivais nas regiões de Valência, Murcia, Toledo, Castelló e Alicante.

Direito de imagem Alvaro Barrientos l AP
Image caption Touradas ainda são populares na Espanha; entre os fãs está o premiê Mariano Rajoy

No ano passado, mais de 7,2 mil touros e bezerros castrados foram mortos durante corridas de touro na Espanha, segundo informações do site de notícias El Diario.

Cerca de 2 mil corridas de touro são realizadas no país anualmente, mas o número têm diminuído. Em 2010, a Catalunha se tornou a segunda região espanhola a banir essa tradição – as Ilhas Canárias foram a primeira.

Embora opositores classifiquem as touradas como cruéis, elas ainda têm muitos fãs no país europeu, incluindo o primeiro-ministro Mariano Rajoy.

Leia mais: Após morte de leão, aéreas dos EUA proíbem frete de animais caçados

Uma lei aprovada em 2013 defende que as touradas são parte da herança cultural nacional, e afirma que é dever do Estado “preservá-las e promovê-las”, segundo o site do diário El País.

Segundo o professor de Economia Juan Medina, da Universidade de Estremadura, as touradas geraram 282,4 milhões de euros (R$ 1,08 bilhão) em 2013, dos quais 59 milhões de euros (R$ 227 milhões) foram arrecadados com a cobrança do VAT (imposto sobre produtos e serviços).

Notícias relacionadas