Rainha bate recorde de reinado mais longo; veja 16 curiosidades

Her Majesty Queen Elizabeth/PA Direito de imagem Her Majesty Queen Elizabeth II PA
Image caption Rainha se torna monarca mais longeva do Reino Unido nesta quarta-feira

Ela já era a monarca mais velha na história do Reino Unido. A partir de hoje, será também a que reinou por mais tempo: após 63 anos e 216 dias no trono, a rainha Elizabeth 2ª desbancará sua tataravó, rainha Vitória, até então detentora do recorde.

A BBC mostra aqui 16 curiosidade sobre a vida e o reinado dela.

1. A rainha tem dois aniversários

A rainha Elizabeth 2ª comemora dois aniversários: o dia 21 de abril, sua data de nascimento, e a comemoração oficial, em um sábado de junho, quando há mais chances de o tempo britânico - famoso pelos dias chuvosos - estar melhor.

Ela normalmente passa o aniversário de verdade de forma privada, mas a ocasião é marcada por salvas de tiros em diversos locais de Londres.

No aniversário oficial, a rainha e outros membros da família real acompanham uma parada de regimentos das Forças Armadas do país conhecida como "Trooping the Colour".

Direito de imagem Getty
Image caption Aniversário é comemorado publicamente em junho

Em 1955, não houve festa: uma greve de trens nacional forçou o cancelamento.

Leia mais: Príncipe George aparece pela primeira vez em balcão do palácio real

A tradição das duas celebrações de aniversário vem de antes. O rei Eduardo 7º, por exemplo, nasceu em 9 de novembro, mas comemorava em maio ou junho.

Curtiu? Siga a BBC Brasil no Facebook

2. Ela é dona de todas as baleias, golfinhos e cisnes do Reino Unido

Direito de imagem Thinkstock
Image caption Golfinhos e baleias são considerados "peixes reais"

Oficialmente, a rainha é dona de todos os golfinhos e baleias em água no entorno do Reino Unido. A regra data do ano de 1324, durante o reinado de Eduardo 2º. Os animais são reconhecidos como "peixes reais" e, quando capturados ou levados para a costa, vivos ou mortos, podem ser reivindicados pela Coroa.

Ela também é dona dos cisnes do país: em 2005, reivindicou posse sob 88 cisnes bebês do rio Tâmisa.

3. Recorde de popularidade

A satisfação com a rainha atingiu seu recorde em 2012, após o nascimento do príncipe George.

Direito de imagem Getty
Image caption Nascimento de bebê real aumentou popularidade da monarquia

Em pesquisa realizada pelo instituto Ipsos Mori, 90% dos entrevistados afirmaram que estavam satisfeitos com a atuação da rainha.

O apoio à monarquia também está em alta: em 2013, 77% dos britânicos se disseram a favor da manutenção da monarquia. Apenas 17% prefeririam a república.

4. A rainha mandou seu primeiro e-mail em 1976

Muitos antes da internet se tornar popular, em 1976, a rainha enviou seu primeiro e-mail, de um computador em uma base do Exército Britânico.

Direito de imagem Getty
Image caption "É um prazer abrir essa mostra", disse rainha no 1º tuíte

A inclusão digital não parou por aí: em 1997, ela lançou o primeiro site oficial do Palácio de Buckingham e, no ano passado, tuitou pela primeira vez em uma mostra no Museu de Ciência, em Londres.

5. Gastos (e ganhos) milionários

A família real é financiada por verbas públicas. Neste ano, eles receberão 40 milhões de libras, o equivalente a cerca de R$ 234 milhões.

É difícil estimar o quanto eles trazem de receita para o país.

Em 2010, uma pesquisa da agência Visit Britain afirmou que a família real gerava 500 milhões de libras (ou cerca de R$ 2,9 bi) com turismo - e os brasileiros, assim como russos e malaios, estavam entre os que mais visitavam atrações reais como o Palácio de Buckingham ou a Torre de Londres.

Leia mais: Reforma de encanamento pode tirar rainha do Palácio de Buckingham

O nascimento da princesa Charlotte no início do ano, por exemplo, foi um dos fatores que colaboraram na previsão de um recorde de 32 milhões de turistas visitando Londres neste ano.

6. A rainha ganhou duas preguiças de presente quando visitou o Brasil

Direito de imagem Thinkstock
Image caption Preguiças que rainha ganhou no Brasil foram para zoo de Londres

Em uma visita oficial de dez dias ao Brasil em 1968, a rainha recebeu duas onças - Aizita e Marquesa de Guará - e duas preguiças de presente, que foram levadas para o zoológico de Londres. Ela também já ganhou dois castores negros do Canadá e diversos outros animais, que costumam ser levados para o Reino Unido ou para zoos dos países de origem.

Ela também já ganhou abacaxis, ovos, caracóis, caranguejo e até um pomar de bordos (árvore da bandeira do Canadá).

7. A rainha inaugurou o Masp e descerrou a placa da obra da ponte Rio-Niterói

Direito de imagem Getty
Image caption Placa de obras Ponte Rio-Niterói foi inaugurada por Elizabeth 2ª

Na visita oficial ao Brasil, em 1968, a rainha descerrou a placa de inauguração do Masp e fez um pequeno discurso em inglês. Ela passou cerca de 30 minutos no local e se surpreendeu com um quadro pintado pela ex-primeiro ministro britânico Winston Churchill.

No Rio, ela esteve no Caju para inaugurar uma placa que marcava o início das obras da Ponte Rio-Niterói - feita, em parte, com recursos ingleses.

8. Reina, mas não governa

Ao contrário da tataravó Vitória, a rainha Elizabeth é chefe de Estado, mas não chefe de governo.

Isso significa que ela não tem um papel político ou executivo como o dos presidentes do Brasil - que ocupam, ao mesmo tempo, as funções de chefe de Estado e de governo.

No Reino Unido, a função de chefe de governo fica com o primeiro-ministro. A rainha tem um papel mais institucional e representa o país no exterior e em recepções.

Mas ela também tem o poder de dissolver o Parlamento e de nomear o primeiro-ministro - indicado pelo Parlamento.

A rainha também é, oficialmente, líder das Forças Armadas e da Igreja Anglicana.

Leia mais: Quão rica é a rainha da Inglaterra?

9. Ela não é rainha só no Reino Unido

Além de monarca do Reino Unido, é soberana em 15 países da Commonwealth - entre eles Austrália, Nova Zelândia, Canadá e Jamaica.

Direito de imagem AFP
Image caption Monarca durante cerimônia na Nova Zelândia

Ela também é a líder do Commonwealth, a Comunidade Britânica, grupo que reúne 53 países, a maioria ex-colônias britânicas.

10. Teve vários cães

A rainha teve mais de 30 cães da raça corgi durante seu reinado. A primeira cadela da raça que ela teve foi Susan, que ganhou ao completar 18 anos, em 1944. Grande parte dos outros cães eram descendentes de Susan.

Ela também introduziu um novo cruzamento conhecido como "dorgi", quando seus corgi cruzaram com um dachshund da princesa Margaret.

Elizabeth 2ª também teve labradores e cocker spaniels.

11. Visitas históricas

Em 1982, a rainha recebeu o papa João Paulo 2º em uma visita histórica: foi a primeira vez que um papa visitou o Reino Unido em 450 anos. A rainha, chefe da Igreja Anglicana, recebeu o pontífice no palácio de Buckingham.

Direito de imagem PA
Image caption João Paulo 2º foi primeiro papa a ir no Reino Unido em 450 anos

Entre outros compromissos históricos, foi o primeiro monarca em visita de Estado durante seu reino à China, em 1986; ela recebeu a primeira mulher primeira-ministra do Reino Unido, Margareth Thatcher, no Palácio de Buckingham, em 1979; fez a primeira visita à Alemanha em 52 anos, em 1965; e, nos anos 1990, visitou vários países do leste europeu, como Hungria, Rússia, Polônia e República Checa.

12. A rainha já mandou mais de 110 mil telegramas a centenários

A rainha envia telegramas de parabéns a cidadãos do Reino Unido e do Commonwealth que completam cem anos. Em seu reinado, já foram mais de 110 mil telegramas.

Quando ela assumiu o trono, em 1952, menos de 3 mil mensagens de parabéns foram enviadas. Em 2011, porém, foram 9.736 - e mais funcionários tiveram que ser contratados só para enviar as cartas.

Ela também mandou mais de 520 mil telegramas para casais celebrando bodas de diamante (60 anos de casados).

Leia mais: Foto marca aniversário de 2 anos do príncipe George

13. Mensagem na lua

A rainha mandou mensagem de parabéns a astronautas do Apollo 11 pelo primeiro pouso na Lua, em 1969. A mensagem foi microfilmada e depositada na Lua em um contêiner de metal.

Direito de imagem PA
Image caption Mensagem da rainha foi parar na Lua

Ela também recebeu astronautas no palácio: o primeiro astronauta a ir ao espaço, o russo Yuri Gagarin; a primeira mulher a ir para o espaço, Valentina Tereschkova, e o primeiro homem a pisar na Lua, Neil Armstrong.

14. Um estranho no quarto da rainha

Em 1982, um homem invadiu o Palácio de Buckingham e entrou no quarto da rainha, onde ficou por cerca de dez minutos conversando com a monarca até a chegada da segurança.

A rainha só conseguiu chamar os guardas quando o invasor, Michael Fagan, pediu um cigarro a ela.

Direito de imagem Reuters
Image caption Palácio já teve diversas falhas de segurança

Não foi a primeira falha de segurança no palácio: um ano antes, três turistas alemães acamparam do lado de fora do palácio achando que estavam no Hyde Park.

15. Guerra levou à mudança de nome da família

A rainha Elizabeth 2ª é descendente da Casa dos Saxe-Coburg and Gotha, dinastia que mudou o nome para Casa de Windsor durante a Primeira Guerra Mundial.

O nome de origem alemã foi descartado como resultado de um sentimento antigermânico surgido durante a guerra.

Direito de imagem PA
Image caption Em 1957, após o primeiro discurso de Natal televisionado para a nação

Em 1917, o rei George 5º, avô da rainha, mudou o nome da família para Windsor.

16. Seu reinado durou muito mais do que o governo da maioria dos líderes mundiais...