Empresa aérea indiana proíbe tripulação acima do peso de voar

Getty Direito de imagem Getty
Image caption Air India diz que excesso de peso pode influenciar ha agilidade de tripulações em aviões

A empresa aérea estatal da Índia irá impedir que 125 tripulantes acima do peso voem, citando uma recomendação da autoridade de aviação civil do país.

Um representante da Air India disse à BBC que a decisão foi tomada com base no documento emitido pela autoridade em 2014. A empresa disse ter alertado 600 tripulantes a "entrarem em forma" no ano passado, mas que 125 não atingiram o peso requisitado, disse.

Autoridades de aviação confirmaram a recomendação, mas acrescentaram que ela era parte de um documento interno, e que eles não comentariam publicamente sobre o assunto.

Segundo eles, a sugestão havia sido feita diante de temores de que tripulantes fora de forma não conseguiriam atuar de forma eficiente em situações de emergência.

Leia mais: Para perder peso, é melhor 'cortar gordura do que carboidrato'

Leia mais: Câmera revela imagens surpreendentes de 'viagem espacial'

Normas internacionais indicam que o Índice de Massa Corporal (IMC) deve estar entre 18-25 para tripulantes homens e entre 18-22 para mulheres.

"Uma equipe acima do peso é um sinal de que uma empresa aérea não está em forma. Você precisa de uma equipe que seja inteligente e ágil que possa complementar a imagem da companhia", disse o especialista em aviação Kapil Kaul.

No entanto, Tapan Sen, líder do sindicato nacional, negou haver leis que citem restrições de peso para tripulantes de cabine.

Esta não é a primeira vez que a Air India impediu funcionários de trabalharem devido a questões de peso. Em 2009, a empresa demitiu nove mulheres alegando questões de segurança, dizendo que a forma delas poderia "prejudicar a agilidade".

Em 2004, a companhia envolveu-se em outra polêmica, ao dizendo que potenciais tripulantes e agentes não deveriam ter cicatrizes, acne ou qualquer marca no rosto.

Notícias relacionadas