Paris endurece lei contra bitucas e sujeira nas ruas

AP Direito de imagem AP

Para combater a sujeira nas ruas de Paris, a prefeitura da capital francesa começará a aplicar a partir desta quinta-feira uma multa de 68 euros (cerca de R$ 300) a quem jogar pontas de cigarro ou qualquer outro detrito nas calçadas.

A limpeza das ruas foi um dos principais temas da campanha nas eleições municipais do ano passado.

Paris, uma das cidades mais visitadas do mundo, vem sofrendo críticas nessa área por parte de turistas e também de seus próprios moradores.

Uma pesquisa feita pelo site de viagens Trip Advisor classificou Paris no 24° lugar em relação à limpeza entre 40 cidades. A mais bem colocada foi Tóquio e a última colocada foi Mumbai, na Índia.

No ano passado, a imprensa internacional destacou fotos do jardim do Louvre infestado de ratos, atraídos pelos restos de comida deixados por visitantes que costumam fazer piquenique no local durante o verão.

A multa instituída a partir desta quinta-feira em Paris será aplicada contra qualquer ato de incivilidade, inclusive contra quem urinar na rua, mas tem como alvo principal os fumantes que jogam bitucas de cigarro pelas calçadas.

Leia também: Como é viver nas cidades mais visitadas do mundo

Curtiu? Siga a BBC Brasil no Facebook

Segundo a prefeitura da capital, 350 toneladas de pontas de cigarro são recolhidas anualmente das ruas pelos quase 5 mil garis que limpam os 2,9 mil quilômetros de calçadas em Paris.

Nas últimas semanas, fotos de montanhas de bitucas de cigarro foram colocadas nos caminhões de lixo da cidade para alertar sobre o problema.

A Prefeitura informa ter instalado 30 mil novas lixeiras na rua nos últimos meses, dotadas de um espaço para apagar o cigarro, o que representa um cesto de lixo desse tipo a cada cem metros.

Basta passar no horário de fechamento em frente a um bar com mesas na rua ou onde as pessoas costumam beber e fumar em pé na calçada para ver a enorme quantidade de cigarros pelo chão.

'Sentado em um cinzeiro'

O paulistano Luiz Alberto Gabrilli Neto, em visita a Paris, disse à BBC Brasil ter se sentido incomodado ao ver tantas pontas de cigarro pelo chão nos terraços dos cafés parisienses.

"Dá a impressão de estar sentado em um cinzeiro", afirma. "Em São Paulo, é proibido fumar nos terraços dos bares e restaurantes porque são áreas cobertas por toldos, mas em Paris é permitido. O chão fica muito sujo", diz Gabrilli.

A prefeitura de Paris pediu aos donos de bares, hotéis e restaurantes da cidade que colocassem cinzeiros à disposição dos clientes nas calçadas.

"A cidade é limpada diariamente, mas a situação hoje não é satisfatória", afirma Mao Peninou, secretário municipal responsável pela limpeza de Paris.

"Fizemos primeiro campanhas de informação e, em uma segunda etapa, instalamos novas lixeiras e distribuímos cinzeiros de bolso, e também criamos urinóis em áreas muito frequentadas. Agora vamos multar de maneira maciça quem não respeitar as regras", diz Peninou.

Leia também: Em fotos: Paris é tomada por multidão em domingo sem carro

As 350 toneladas de pontas de cigarro pelas ruas não são o único problema relacionado à limpeza de Paris. Apesar dos banheiros públicos serem gratuitos desde 2006, em algumas partes da cidade, como nas escadarias de Montmartre, há calçadas impregnadas por um forte cheiro de urina.

Direito de imagem
Image caption Multa visa principalmente fumantes mas também outros atos de incivilidade (Foto: Daniela Fernandes)

Uma das soluções estudadas pela prefeitura para combater o problema da urina seria utilizar nos muros das áreas problemáticas uma tinta hidrofóbica que repele líquidos, como já existe na Alemanha, o que acabaria sujando a pessoa que comete a infração.

Mutirões de limpeza

A prefeitura de Paris e as de alguns bairros vêm organizando operações mutirões com os habitantes para a limpeza da cidade.

Uma grande operação desse tipo, organizada pela prefeitura de Paris, foi realizada em maio.

Comparada a outras cidades internacionais, não é possível dizer que Paris seja uma cidade muito suja. Mas em alguns bairros, como o 10° distrito da capital, área popular que está na moda e onde estão sendo abertos inúmeros bares e restaurantes, é muito comum ver lixo e objetos, inclusive móveis, jogados pela rua.

É no 10° distrito que fica o badalado Canal Saint-Martin. O local atrai inúmeros visitantes, principalmente nas noites mais quentes, e tem enfrentado problemas crescentes de lixo pelas ruas e jogado no próprio canal.

Leia também: Marca registrada de Paris, sebos de rua estão ameaçados

Em julho, fotos na página "Welcome to Canal Saint-Martin", publicadas na conta no Instagram aberta por uma moradora da região, mostravam o canal repleto de garrafas de bebida, latinhas e sacos de comida. As imagens se tornaram virais nas redes sociais.

Brigada

Anne Hidalgo, prefeita de Paris, declarou que estuda atualmente a possibilidade de criar uma "brigada contra a anticivilidade", como já existe em Cannes, no sul da França.

"Essa brigada será encarregada de reprimir a anticivilidade e também atuará como mediadora para facilitar a tranquilidade pública", disse Hidalgo.

Em novembro, a prefeitura irá lançar um novo plano para reforçar a limpeza de Paris, que levará em conta "os novos hábitos dos turistas e dos parisienses", segundo o secretário Peninou.

Para alguns críticos, a nova multa de 68 euros contra sujeira nas ruas será dificilmente aplicada em razão do pequeno número de fiscais, apenas cerca de cem.

A prefeitura estuda ampliar o número de fiscais por meio de uma colaboração com a Secretaria de Segurança Pública da capital.