Comentários: Quatro mitos sobre o autismo