Ferrari clássica vai a leilão e pode se tornar carro mais caro já vendido

Direito de imagem Artcurial
Image caption Casa de leilões estimou o valor máximo do veículo em R$ 142 milhões

É vermelha. É rápida. E você provavelmente não poderá bancá-la.

Esta é uma Ferrari 335 S 1957. Quando o martelo bater em uma casa de leilões de Paris em 5 de fevereiro, poderá entrar para a história como o carro mais caro já vendido.

A casa de leilões Artcurial estimou o valor máximo do veículo em 32 milhões de euros, ou R$ 142 milhões.

Leia também: O carro que você pode dirigir na França sem habilitação

Siga a BBC Brasil no Facebook e no Twitter

Direito de imagem Artcurial
Image caption Carro venceu Grand Prix de Cuba 1958 e fez a melhor volta nas 24 Horas de Le Mans

Se o carro superar esse valor, poderá bater o recorde anterior, registrado em 2014 por outra Ferrari.

O modelo que irá a leilão vem com um pedigree considerável.

Segundo o catálogo do leilão, o carro venceu o Grand Prix de Cuba em 1958 e, no ano anterior, fez a melhor volta na famosa 24 Horas de Le Mans.

Direito de imagem Artcurial
Image caption Leiloeiro descreve veículo como "uma das Ferraris mais importantes na história do automobilismo"

Também foi dirigida pelo lendário piloto britânico Stirling Moss. A Artcurial descreve o veículo como "uma das Ferraris mais importantes na história do automobilismo".

O carro pertence, desde os anos 1970, ao famoso colecionador particular Pierre Bardinon - que, a julgar pelas imagens divulgadas pelo leiloeiro, manteve a Ferrari em ótimo estado de conservação até sua morte, em 2012.

Direito de imagem Artcurial
Image caption O raro modelo tem motor 141 de 3,5 litros, com 340 cv