Manifestantes vão às ruas em protesto contra Dilma

Principais fatos

  • Protestos anti-Dilma ocorreram em pelo menos 100 cidades brasileiras e no exterior
  • Manifestações pró-impeachment foram convocadas com três meses de antecedência
  • Protestos contaram, pela primeira vez, com adesão de políticos, como o senador Aécio Neves (PSDB-MG)
  • Dois grupos organizaram os atos: MBL (Movimento Brasil Livre) e Vem Pra Rua
  • Segundo o Datafolha, o protesto na Paulista reuniu 500 mil pessoas. A PM calculou em 1,4 milhão de participantes.
  • Para evitar conflitos, algumas capitais, como São Paulo, vetaram manifestações favoráveis a Dilma e ao ex-presidente Lula, convocadas para o mesmo dia

Notícias ao vivo

Atualizado pela última vez 13 março 2016

As atualizações desta cobertura ao vivo estáo desativadas no momento