Cabines telefônicas se transformam nas menores discotecas do mundo em Berlim

Estudantes suecas não economizaram no gelo seco Foto: BBC
Image caption Cabines telefônicas são transformadas em mini discotecas em Berlim

Vista de longe a cabine telefônica dourada parece ser apenas um dos últimos telefones públicos remanescentes de Berlim. Afinal, com a disseminação dos celulares, essas peças perderam sua função e as empresas de telecomunicações optaram por extinguir esse serviço. Apesar da raridade, no entanto, o que realmente atrai os olhares curiosos para essa caixa dourada é sua nova utilidade: a cabine foi transformada na menor discoteca do mundo.

A Teledisko, como foi batizada pelo inventor, o alemão Benjamin Uphues, está localizada próximo à estação de trem Warschauer Straße, em uma das regiões mais badaladas de Berlim. A pequena cabine dourada com luzes na porta chama a atenção de quem passa pelo local.

"Vimos uma fumaça saindo de dentro da cabine e ouvimos a música. Resolvemos parar aqui para ver o que era e ficamos curiosas para conhecer a Teledisko", contou a turista holandesa Nikki Ritmeijer, de 24 anos, que estava visitando Berlim com a amiga Anne Delorijn, de 25 anos.

Apesar de parecer um princípio de incêndio, a fumaça que sai da Teledisko é gelo seco, um recurso muito popular em casas noturnas e festas pelo mundo afora. Aliás, a menor discoteca do mundo, projetada para quatro pessoas, não deixa nada a desejar em comparação com as grandes. Ela tem ainda iluminação especial, música alta e até uma bola de espelhos.

Image caption Mini discotecas têm música, iluminação e "fumaça" de gelo seco

A trilha sonora da festa fica por conta do cliente. Além da lista de hits selecionados por Uphues, também conhecido como o "rei da discoteca", a cabine conta com o serviço de música Spotify. Por dois euros, os usuários da Teledisko escolhem a música e podem dançar até ela acabar. A iluminação e o gelo seco são controlados por botões. Por mais dois euros, a cabine ainda faz fotografias instantâneas e vídeos, enviados por e-mail.

Segundo um grupo de estudantes da Suécia, a diversão na Teledisko é garantida. "Foi incrível, quase como em uma rave", disse Philip Esschorn, de 17 anos. Além de dançar e não economizar no gelo seco, o que causou acesso de tosse em alguns, foi possível escutar os suecos cantando animadamente a música escolhida.

Insatisfação com a cena local

Image caption Criador da Teledisko queria criar local para dançar sem "olhares repressores"

A inspiração para a menor discoteca do mundo veio da insatisfação de Uphues com a cena noturna local. "Nas grandes casas noturnas em Berlim, ninguém mais canta junto e os DJs deixaram de tocar músicas animadas. Sentia falta de festejar com meus amigos, de cantar as músicas na pista, de pirar, sem precisar enfrentar olhares repressores", contou o inventor, acrescentando que a Teledisko foi criada para ser um lugar para dançar e se divertir sem censuras.

Com a ideia na cabeça, Uphues precisava apenas de um local para construí-la. Esse espaço deveria ser estável, resistente ao clima e a vandalismos. Em uma festa, o rei da discoteca viu uma cabine telefônica com uma bola de espelhos e teve certeza de que o upcycling – dar novo uso a objetos descartados – de antigos telefones públicos era o meio ideal para transformar esse sonho em realidade.

Ter acesso ao principal material da Teledisko não seria difícil para Uphues. Desde 2013, a Telekom, companhia de telecomunicações da Alemanha, colocou à venda cabines telefônicas que estão sendo removidas devido ao pouco uso e aos custos de manutenção. Segundo a empresa, a remoção, feita em comum acordo com as autoridades municipais, abrange telefones públicos com volumes de ligações menores do que 50 euros por mês.

Direito de imagem Teledisko
Image caption Uma das cabines discotecas é móvel e usada em eventos

A Alemanha possuiu atualmente 30 mil telefones públicos em funcionamento. Há 10 anos, eram cerca de 110 mil. As cabines removidas são vendidas pela própria Telekom e custam entre 600 e 800 euros, dependendo do modelo.

Sozinho, Uphues desenvolveu todo o sistema da mini-discoteca e montou sua primeira Teledisko em 2014. Atualmente, há três delas: duas fixas e uma terceira móvel, alugada para eventos. Mais duas cabines telefônicas passam pelo processo de transformação. Elas ainda não têm local para serem instaladas.

O rei da discoteca deseja exportar seu modelo de diversão para várias cidades no mundo, mas até lá quem quiser dançar sem ser incomodado em cabines telefônicas precisa vir a Berlim. A Teledisko dourada está na Revaler Straße 99 e a Teledisko pink no clube Kater Blau, na Holzmarktstraße 25.